PUB
Sinceridade na sociedade
Terça-feira, Agosto 26, 2014

O valor da sinceridade deve praticar-se na sociedade em geral. Nem tudo é bom e os meios de comunicação social devem estar ao serviço da verdade. Nas sociedades democráticas existe a liberdade de expressão e de opinião. Todos os cidadãos podem manifestar-se publicamente das mais variadas formas legais, a fim de dizer o que para eles é a verdade, devendo-o fazer de uma maneira construtiva.

Nenhum cidadão se deve alhear dos problemas da sociedade, pois somos todos solidários, e juntos podemos fazer da nossa terra um lugar onde apetece habitar e viver. Mesmo que alguma vez desiludidos com os governantes, devemos todos participar na vida pública.

A sinceridade levar-nos-á muitas vezes a denunciar o que está mal. E então levanta-se a voz para que certos problemas ecológicos sejam resolvidos, para que exista mais justiça social, para que a governação seja mais eficaz, para que haja liberdade de expressão.

Galileu (séculos XVI-XVII) teve dificuldade em proclamar com toda a sinceridade o resultado da sua investigação científica. Queriam que ele “mentisse”. Este cientista, aos setenta anos, foi obrigado pela Inquisição a abjurar a sua teoria sobre o Sistema Solar, porque a Igreja não podia tolerar que a Terra não fosse o centro do Universo. Foi obrigado a manifestar-se contra a sua convicção. Diz-se que, mesmo assim, quando se levantou do banco dos réus, gritou: “Apesar de tudo, a Terra move-se!”.

A sinceridade é um valor que deve estar presente na sociedade. Um valor que está associado inevitavelmente a outros valores como a solidariedade, a tolerância, a generosidade.

Os valores humanos formam todos uma espécie de rede, estão ligados uns aos outros. De facto, onde há sinceridade as pessoas são realmente solidárias, praticam a tolerância e são generosas umas com as outras.

E se alguns cidadãos, mesmo agindo contra a corrente, praticam estes valores, o seu exemplo levará os outros cidadãos a imitá-los. De facto, enquanto as palavras, essas leva-as o vento, os bons exemplos arrastam. E todos seremos poucos no sentido de construir uma sociedade mais sincera e verdadeira. Só a verdade nos fará livres!