PUB
Sessão de Formação “Planificação de Texto” na EB 2,3 das Taipas
Sexta-feira, Janeiro 7, 2011

No dia 6 de Janeiro, entre as 14h e as 18 h, realizou-se uma sessão de formação subordinada ao tema “Planificação de Texto – Ensinar e Aprender a Escrever na sala de aula – As Oficinas de Escrita no novo programa de Português para o Ensino Básico – 2010/ 2011”, dinamizada pelo professor António José […]

No dia 6 de Janeiro, entre as 14h e as 18 h, realizou-se uma sessão de formação subordinada ao tema “Planificação de Texto – Ensinar e Aprender a Escrever na sala de aula – As Oficinas de Escrita no novo programa de Português para o Ensino Básico – 2010/ 2011”, dinamizada pelo professor António José Vilas-Boas e destinada aos professores de Língua Portuguesa, principalmente os professores do 1º ciclo.

Esta acção, no âmbito do Projecto da Becre, teve duas partes: uma parte prática com uma turma do 4º ano da EB1 do Pinheiral que se deslocou à EB2,3 e que constou de uma Oficina de Escrita (Fase de Planificação) e foi orientada pelo formador com a presença dos formandos.

Os alunos estiveram muito atentos e participativos e queriam mais. O professor soube cativá-los e implicá-los no trabalho que propunha.

Depois de um breve intervalo, seguiu-se uma parte teórico-prática que procurou responder a uma série de tópicos: planificar o texto: porquê? Para quê?; análise de materiais autênticos; planificações construídas por alunos do ensino básico – 4º, 5º, 7º e 8º anos; manuais escolares e ensino da planificação; o ensino da escrita na sala de aula – perguntas e respostas.

Também os professores reagiram positivamente ao trabalho que lhes foi sugerido e analisaram, atentamente, os trabalhos dos alunos.

De tudo quanto foi dito ficou uma conclusão: A ESCRITA é fundamental para a aprendizagem da Língua Portuguesa e os alunos devem escrever com REGULARIDADE. Só assim poderão melhorar as suas competências ao nível do código escrito (“O gosto pela escrita cresce à medida que se escreve” – Erasmo de Roterdão – humanista) e adquirir a habilidade (“Escrever é habilidade adquirida” – Bem Bradlee – jornalista) que lhes vai ser necessária ao longo da vida escolar e, mais tarde, profissional.