Roupas usadas ganham nova vida
Quarta-feira, Agosto 29, 2012

A iniciativa insere-se no projecto “Reakt – Olhares e Processos”, iniciativa que desafia os interessados a entregar peças de vestuário que queiram ver renovadas.

A Capital Europeia da Cultura leva a Guimarães uma proposta para personalizar e renovar peças de vestuário usadas, dando-lhes uma nova vida. A iniciativa parte do artista tailandês Lee Mingwei, que vai recuperar roupas antigas com recurso a tubos de linhas coloridas, convertendo-as em peças únicas através de um processo de remendo artístico próprio. O vestuário deve ser entregue no Centro Cultural Vila Flor e pode ser recolhido pelos proprietários a partir do dia 1 de Dezembro. A participação no projecto é gratuita e cada pessoa pode entregar apenas uma peça de roupa.

A performance insere-se no “Reakt – Olhares e Processos”, iniciativa que conta também com a participação da polaca Marysia Lewandowska, do chileno Alfredo Jaar e do franco-britânico Colin Fournier e tem curadoria de Gabriela Vaz-Pinheiro. A iniciativa – que decorre 20 de Outubro e 15 de Dezembro – tem como objectivo produzir um encontro de diferentes abordagens artísticas e convida os artistas a partilhar o processo criativo com a comunidade local e o público em geral, nos diferentes momentos e fases de desenvolvimento dos seus projectos.

Lee Mingwei nasceu na Tailândia, mas vive, actualmente entre Nova Iorque e Berkeley, no Estado da Califórnia. O artista cria instalações de cariz participativo e coloca regularmente o visitante frente-a-frente com o artista, explorando estes temas através de actividades como comer, dormir, andar e conversar. O factor tempo é fundamental na performance de Lee Mingwei, uma vez que as instalações mudam frequentemente no decorrer de uma exposição.

PUB

Artigos Relacionados