PUB
Rock in Taipas no próximo fim-de-semana
Quarta-feira, Junho 20, 2007

Linda Martini e Coldfinger são os cabeças-de-cartaz para os dias 22 e 23 de Junho respectivamente, Rock in Taipas 2007. Mimical Kix, substituem O Projecto É Grave.

O cartaz do Rock in Taipas 2007 regista uma alteração de última hora: Os Mimical Kix, substituem O Projecto É Grave, por impossibilidade de agenda da vocalista da banda. Mimical Kix é projecto paralelo de alguns dos elementos d’O Projecto É Grave e que conta com a participação de Peixe – guitarrista dos extintos Ornatos Violeta.

O anúncio desta alteração foi feito ontem por Manuel Castro, organizador do RiT, no programa Português Suave, da Rádio Universitária do Minho.

Nas duas noites do programa do Rock in Taipas (RiT) subirão ao palco algumas das melhores bandas do panorama nacional mais recente. Os Linda Martini voltam a fazer parte do cartaz (na edição do ano passado o concerto da banda foi cancelado) e os Coldfinger que acabam de lançar o disco Supafacial.

O RiT arranca na sexta-feira com os Mimical Kix, projecto de Rui Lima e Sérgio Martins, cuja banda sonora resulta de projectos de performance multimédia desenvolvidos pelos elementos da banda do Porto. Os Mimical Kix têm escrito de forma preponderante para peças de teatro. A base instrumental recorre a elementos electrónicos, agora misturados com um som mais orgânico proveniente da colaboração de Peixe (Ornatos Violeta e Pluto).

Os senhores que se seguem são os Born A Lion, da Marinha Grande e que lançaram o álbum John Captain o ano passado pela editora Rastilho. Música corroída por ferrugem, whisky e tabaco.

Os Mantra serão a primeira banda das Taipas no palco do RiT2007 e dispensam grandes apresentações. Após um ano com uma agenda de concertos sem grande tempo para folgas, o grupo encontra-se agora concentrado na gravação do segundo registo. Ainda assim, destaque-se a abertura para os Blasted Mechanism em Viseu, durante as festas académicas.

A noite de sexta-feira será encerrada com os Coldfinger, numa incursão do festival para territórios pouco tradicionais na sua história. Os Coldfinguer, originalmente compostos por Miguel Cardona e Margarida Pinto, apresentarão o terceiro disco Supafacial.

Segundo dia do RiT começará com os Sean Riley & The Slowriders, banda de Coimbra que se prepara para lançar o seu primeiro disco. “Farewell” será lançado no mês de Setembro pela editora conimbrense Lux Records. Com Sean Riley como letrista de serviço, o conteúdo instrumental cabe ao próprio Sean Riley (guitarra), a Bruno Simões (ex-Bunnyranch) e Filipe Costa.

A segunda presença no palco, durante a noite de sábado caberá aos taipenses Smartini, que também já dispensam grandes descrições. Os Smartini acabam de lançar o disco Sugar Train (edição de autor, 2007) e têm já disponível online o vídeo promocional com o tema Free Yourself.

Os d3ö chegaram a estar prometidos na edição do ano passado. A banda têm editado sob a forma de EP’s – o último de três foi 7 Heartbeat Tracks, em 2005 – registo produzido por Paulo Miranda (que foi também o produtor de Sugar Train dos Smartini). Para além de Toni Fortuna (voz e guitarra), o trio é composto por Tó Rui (guitarra) e Miguel (bateria). Os d3ö fizeram a primeira parte dos ingleses Bloc Party, aquando da sua passagem pelo Coliseu dos Recreios em Lisboa, em meados do mês passado.

O festival rock taipense termina com uma banda que tem feito um percurso notável, desde que a sua música foi sendo conhecida e divulgada através do MySpace. Os Linda Martini têm desde então cativado uma legião de admiradores. A banda gravou e editou o EP Linda Martini com temas como Amor Combate e Lição de Voo n.º 1. No ano passado, depois de passarem pelo estúdio, editaram Olhos de Mongol.

Após os concertos está programada uma “after-hours party” com a participação do RUM Soundsustem, na discoteca Duplex.

blog Rock in Taipas

Texto: Paulo Dumas

Artigos Relacionados