Requalificação do centro de Ponte arranca este verão e estará concluída ainda este ano
Quinta-feira, Março 17, 2016

O projeto de intervenção no centro cívico da vila de Ponte está concluído e as obras deverão arrancar durante o mês de julho e a conclusão está marcada para o final de 2016.

O projeto apresentado pela Câmara Municipal de Guimarães pretende enaltecer a zona central que está virada para a igreja e “devolver às pessoas o que é das pessoas”. A intervenção representa um investimento de cerca de 500 mil euros para “devolver o centro às pessoas” e para um novo parque de estacionamento.

Em linhas gerais, pretende-se, com a predominância de zonas verdes, que a nova praça estimule o convívio entre as pessoas. Serão eliminadas algumas barreiras arquitetónicas que impedem a circulação pedonal em toda a sua área, onde serão colocados, para esse efeito, alguns elementos dissuasores do estacionamento abusivo. Ao nível arbóreo, as oliveiras irão substituir as árvores existentes.

Os habitantes de Ponte vão passar a ter uma nova disciplina urbana, onde a via que atravessa este espaço será dotada de um piso diferenciador. Para uma maior identidade deste espaço serão criadas duas rampas na Rua Reitor Francisco José Ribeiro, precisamente nos limites desta intervenção que irá levantar um pouco essa via. O objetivo deste sistema redutor de velocidade de tráfego indicará aos automobilistas que estão a entrar na zona mais nobre e central da vila de Ponte. Esta intervenção prevê ainda a manutenção de alguns locais de estacionamento que serão controlados.

Relativamente à questão do estacionamento será de acrescentar que nos terrenos situados nas traseiras do edifício da antiga sede da Junta de Freguesia será construído um novo parque de estacionamento com oitenta lugares.

Será um parque com alguma versatilidade pois, atendendo aos materiais que irão ser empregues, poderá ser utilizado para outras funções, se assim a junta de freguesia o entender.

Esta sessão de apresentação decorreu no dia 12 de março, no Centro Paroquial Paulo VI e contou com a presença de Domingos Bragança. O presidente da Câmara Municipal de Guimarães referiu que a intenção do seu executivo será de uma aposta na qualidade deste tipo de intervenção e pretende que a requalificação do centro se articule com a ligação ao centro escolar da vila de Ponte, existente nas proximidades.

Sérgio Rocha, presidente da Junta de Freguesia de Ponte, salientou o facto de se estar perante uma intervenção almejada há mais de três décadas e não tem dúvidas que o novo centro cívico é “mais uma etapa do progresso de Ponte e que irá cimentar a autoestima dos habitantes da vila”.