PUB
Renovar a tradição do Bordado de Guimarães em livro
Segunda-feira, Maio 15, 2006

O livro foi apresentado durante a feira de Artesanato de Guimarães e expõe o trabalho de investigação e inventariação sobre o Bordado de Guimarães. A altura coincide com o culminar do processo de certificação do Bordado de Guimarães.

A Oficina apresentou no final da passada semana o livro Bordado de Guimarães – Renovar a tradição. O livro tem a coordenação científica de Isabel Maria Fernandes, que é também directora do museu Alberto Sampaio. Este álbum percorre toda a história e consolidação do Bordado de Guimarães.

Isabel Fernandes, que aprofundou o estudo do Bordado de Guimarães, salientou, durante a sessão de apresentação do livro, a importância da salvaguarda do património como elemento fundamental para distinção das comunidades.

A vereadora da cultura da Câmara Municipal de Guimarães, Francisca Abreu, frisou o momento importante que vive o Bordado de Guimarães, com o culminar do processo de certificação deste produto tradicional. Este processo teve início em Setembro de 2004 e recorreu ao Programa Operacional para a Região Norte.

Francisca Abreu enalteceu ainda a forma como os vimaranenses cuidam do seu património, mesmo do não edificado. A responsável pela cultura de Guimarães, referiu o bordado como “uma forma muito particular de sentir das mulheres vimaranenses, na sua arte secular e com um elevado sentido estético”.

O livro Bordado de Guimarães – Renovar a tradição é bilingue (português e inglês), será em breve lançado comercialmente pela editora Campo das Letras. Tem o formato de álbum com 230 páginas profusamente ilustradas com a arte de Guimarães. Existe ainda um caderno de especificações com algumas instruções sobre alguns dos pontos típicos do bordado de Guimarães.

Texto: Paulo Dumas

Artigos Relacionados