PUB
Rejeitada proposta de sócio de mérito
Quarta-feira, Abril 6, 2011

Assembleia do CART rejeita a proposta de sócio de mérito para o associado e ex-presidente da colectividade, Carlos Marques
(ACTUALIZADA a 08/04/2011)
(1 comentário)

Foram precisas mais de duas horas para se chegar à votação da proposta apresentada pela direcção do CART, no âmbito do acordo estabelecido entre esta colectividade e Carlos Marques.

Este associado, já no período de discussão dessa proposta, leu e entregou à mesa da assembleia um documento onde apresentava a renúncia a essa pretensão.

No entanto, e apesar de alguns associados terem manifestado que seria de bom senso a retirada dessa proposta, a direcção não alterou a sua posição inicial e procedeu-se à respectiva votação. Antes da realização desse escrutínio, alguns associados retiraram-se e, dos presentes, trinta votaram contra, dois a favor e registaram-se ainda duas abstenções.

A assembleia foi tudo menos pacífica e registaram-se situações que continuarão a alimentar a conflitualidade entre os principais intervenientes. O presidente da direcção do CART, Lima Pereira, que apresentou a proposta de sócio de mérito, nessa mesma exposição apresentou os argumentos que o levariam a votar “Não”, a essa mesma proposta. O associado que foi proposto para sócio de mérito viria a apresentar a renúncia a essa mesma pretensão. O mesmo associado acusou o presidente da assembleia de ter uma “atitude pouco democrática” na condução dos trabalhos. Por fim, o CART, que não tem qualquer sócio de mérito ou benemérito, e na primeira vez que é confrontado com tal situação, rejeita tal iniciativa e com aplausos no final.

Lima Pereira, durante a assembleia, referiu que é sua intenção não apresentar a sua recandidatura a um novo mandato. Afirmou que o “CART está vivo e bem de saúde”, referindo que ao longo deste mandato pagou diversas dívidas do tempo dos dois anteriores presidentes, acrescentando que existirá ainda uma situação com um antigo dirigente que está a ser analisada.

Nota: A frase, “Por fim, o CART, que não tem qualquer sócio de mérito ou benemérito, e na primeira vez que é confrontado com tal situação, rejeita tal iniciativa e com aplausos no final” suscitou algumas dúvidas nos leitores. Ao pretendermos sintetizar as mais de duas horas da assembleia neste pequeno texto, poderemos ter induzido os leitores a interpretações menos objectivas. No dia de hoje (08-04-2011) contactei o presidente da direcção e o presidente da assembleia do CART para esclarecer a questão e não ficar qualquer imagem difusa no ar. Dessas conversas, foi confirmado que os aplausos surgiram já depois de conhecidos os resultados da votação e, mais precisamente, quando o presidente da assembleia apelou a todos os associados para colaborarem com a direcção.

Alfredo Oliveira