PUB
Região Norte do concelho com nova acessibilidade à auto-estrada!!!
Sexta-feira, Fevereiro 6, 2009

Foi aberta ao trânsito no passado dia 23 de Dezembro a ligação entre as estradas nacionais 101, em Fermentões, e a 206, em Silvares.

O Dr. António Magalhães considerou-a uma obra de grande importância por aliviar os acessos à cidade, evitando que parte substancial do trânsito, vindo da zona Norte do Concelho, passe pela cidade de Guimarães.

Indirectamente tentou passar a ideia que tal ligação melhora substancialmente a acessibilidade da zona Norte à auto-estrada, e deste modo a acessibilidade ao AVE PARK.

Quem já teve a oportunidade de a percorrer verificou que nem por o seu traçado, nem pelo seu perfil longitudinal, nem por o seu perfil transversal, poderá alguma vez ser considerada uma nova acessibilidade à zona Norte do Concelho.

Só a consciência pesada de quem em 20 anos de governo autárquico nunca conseguiu cumprir a promessa, sucessivamente inscrita nos planos de actividade, de criar uma ligação rápida e segura da zona Norte do Concelho à cidade de Guimarães, de quem não acautelou, no desenvolvimento do Plano Rodoviário Nacional, a ligação da Vila das Taipas à auto-estrada, poderia tentar-nos convencer que a obra em questão é a alternativa, ou mesmo o seu início.

Não resisto a transcrever um meu artigo de opinião, publicado no ano de 2006 no Povo de Guimarães, agora ligeiramente adaptado à nova situação, que evidencia a ausência de estratégia da actual maioria para o desenvolvimento da zona Norte do Concelho.

Corria o ano de 2001, nas páginas deste jornal, o professor Santos Simões apelava à reflexão pública sobre o facto de 3 dos 4 acessos à cidade de Guimarães serem datados do século XIX.
No corrente ano de 2006, os acessos da Vila das Taipas às cidades de Braga e Guimarães são, ainda, os mesmos do século XIX.

Quando, após discussão do Plano Rodoviário Nacional, se decidiu pela construção da auto estrada A11, que liga as cidades de Guimarães e Braga, em vez de uma via rápida, auto estrada essa sem um nó de ligação à Vila das Taipas, perpetuou-se o isolamento da zona Norte do Concelho.

E no entanto, o AVE PARK já era uma opção estratégica da autarquia.

Hoje, como ontem, investem-se milhões de euros nas infraestruturas, no edifício sede e na ligação do AVE PARK à Vila das Taipas, ou melhor dizendo na ligação do AVE PARK a um eixo rodoviário do século XIX.,

Agora o eixo rodoviário do século XIX está finalmente ligado a Silvares por um “ Caminho Municipal”.

Em pleno século XXI recebemos a notícia que o Centro Ibérico de Investigação fica localizado na cidade de Braga.

Terá sido por um acaso?

26