PUB
Quinta de Proto-História em Briteiros
Terça-feira, Novembro 14, 2006

O presidente da Sociedade Martins Sarmento, Amaro das Neves, esteve ontem on-line a partir do Cybercentro de Guimarães, durante mais uma sessão da rubrica VIP’s On-line, onde divulgou novos projectos da instituição.

Amaro das Neves, presidente da Sociedade Martins Sarmento (SMS) revelou alguns dos projectos que esta instituição está a preparar para um futuro próximo. Entre os quais estão a criação de uma Quinta Proto-Histórica e a formação da Fundação Martins Sarmento, ideia a levar a cabo juntamente com a Câmara Municipal de Guimarães e outros parceiros.

A Quinta Proto-Histórica ficará localizada em Briteiros, junto ao actual Museu da Cultura Castreja e à Citânia de Briteiros e terá uma natureza essencialmente pedagógica.

No que respeita à Fundação Martins Sarmento é o resultado de um longo e continuado processo de negociação com o Ministério da Cultura, que se encontra agora em vias de concretização e onde o estado assumirá um importante papel no financiamento do projecto que, ao que tudo indica, arrancará já no primeiro trimestre de 2007.

Amaro das Neves sucedeu a Santos Simões na presidência desta centenária instituição vimaranense. O actual presidente referiu, durante a conversa, não ter sido fácil suceder a Santos Simões, devido à enorme responsabilidade de ser o sucessor daquele que caracteriza como sendo “uma figura sem igual”. Quanto à tarefa de gerir a SMS, diz que os factores mais aliciantes são “os desafios que se colocam no dia-a-dia da instituição e no traçar de novos projectos para o futuro”.

O actual presidente da Sociedade Martins Sarmento mostrou-se plenamente convencido sobre o papel desta instituição no panorama cultural da cidade: “[sem a Sociedade Martins Sarmento] Guimarães seria hoje completamente diferente e muito mais pobre”.

A Sociedade Martins Sarmento tem a seu cargo um património inquantificável, onde se incluem quatro monumentos nacionais, vários imóveis, entre os quais os sítios arquelógicos das citânias de Briteiros e de Sabroso, para além de uma biblioteca. Parte do espólio da biblioteca estará em breve disponível on-line através do site da Sociedade Martins Sarmento, estando o processo ainda na fase de digitalização de documentos, que na totalidade deverão rondar o meio milhão de páginas.

No que respeita à Capital Europeia da Cultura, Amaro das Neves adopta uma posição reservada quando confrontado com a possibilidade de integrar a comissão organizadora: “é uma questão que ainda não se colocou, nem sei se se colocará”. Mas assegura que a SMS terá muito para dar para o sucesso da Capital Europeia da Cultura.

Entre os episódios mais caricatos enquanto presidente da SMS, Amaro das Neves lembra quando telefonam a pedir para falar com o senhor Martins Sarmento ao que responde: “infelizmente o senhor Martins Sarmento não pode atender, presumo que no sítio onde está, desde 1899, não haverá linhas telefónicas…”

Texto: Paulo Dumas
Foto: Cybercentro de Guimarães

site da Sociedade Martins Sarmento

Artigos Relacionados