PUB
Qualidade do ar na Europa continua a influir demasiado na saúde
Quinta-feira, Março 26, 2009

A EEA publicou esta semana dois estudos que concluem que, apesar de vários esforços, muitos países da EU falham na implementação da legislação europeia em matéria de qualidade do ar.

Dois relatórios publicados esta semana pela Agência Europeia do Ambiente revelam que Portugal faz parte da lista de países cuja qualidade do ar, particularmente nas grandes áreas urbanas excede os limites definidos pelas directivas europeias.

Segundo o mesmo estudo, elaborado para o conjunto de países da EU e de outros países europeus que não pertencem ainda à união, um quarto dos europeus está exposto a níveis de poeiras poluentes acima dos limites, provenientes, por exemplo, dos gases dos veículos a gasóleo.

“Avaliação Espacial das Concentrações de PM10 e de Ozono na Europa” estima que 373 mil mortes prematuras estejam relacionadas com a má qualidade do ar. Para além do nosso país, fazem parte da lista de países que excedem o número de dias em que o limite é ultrapassado, a Espanha, Itália, Grécia, no sul; mas também o Luxemburgo, a Holanda e a Bélgica.

Texto: Paulo Dumas

Artigos Relacionados