PUB
Quadras soltas
Sexta-feira, Julho 11, 2003

Quadras Soltas (II)
Ó São Pedro! Ó São Pedro!
Ó meu santo Padroeiro
Não te esqueças que esta Vila
Também precisa de dinheiro

1
Ao ler o Reflexo
Tal não foi o meu espanto
Quando fiquei a saber
Que o desdobrável foi obra do “Espírito Santo”

2
Se não foi a Comissão
Quem é que teria sido?
Talvez fora o “patrão”
Ou então um desconhecido…

3
No entanto fiquei contente
Com a sua retirada
Pois uma coisa é Festa
Outra é M-Tacadas

4
Só que alguém “não sabia” (penso eu de que)
Desta justa decisão
E continuou a entregar
O papel da “aspiração”

5
Continuando a leitura
Descobri lá um recado
Que como sempre foi “escrito”
Pelo eterno derrotado

6
Quando se vai a votos
Há o perder e o ganhar
Só que um, infelizmente
Não o sabe aceitar

7
Por alguma razão
O povo não o escolheu
E nem o tal “manifesto”
Pelos vistos lhe valeu

8
Depois de lerem estas quadras
Tirem as vossas conclusões
Pois estes apertos de orelhas
São leves como os “balões”

9
Mas na Nossa Vila
Nem tudo é desgraça
Parabéns aos juniores do Taipas
Por terem ganho a Taça

Até Agosto

26
Quadras Soltas
Quinta-feira, Julho 11, 2002

Em Santos Populares
a coluna de opinião
foi escrita a preceito
e de acordo com a tradição.

Uns festejam o Santo António
Outros o São João
Nós festejamos o São Pedro
Viva a Reinação

Está no centro da Vila
Um painel a exigir:
“…queremos mais investimento,
e tudo aquilo que puder vir…”

Vamos ser independentes
diz o Duo afinado
trabalhamos no dia 24
não queremos o feriado

Ao passar na tua rua
até apetece perguntar
“Ó meu rico Santo António
onde é que isto vai parar?”

Boa pergunta, diz ele
Mas o que acho necessário
É educar o cidadão
a andar menos de carro

E por estarmos em festa
E gostarmos de bailar
Não podemos esquecer
Da Rua da Banda falar

Torna-se então urgente
Uma rápida intervenção:
ou se retira a Escola
ou não se pára em segunda mão

E para terminar
Aqui fica a sugestão
Vamos todos festejar
E cuidado com o “balão”

26