Propostas do Orçamento Participativo já são conhecidas
Segunda-feira, Julho 8, 2013

Foram dadas a conhecer esta manhã, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Guimarães, as propostas vencedores do Orçamento Participativo de Guimarães.

No total, para o montante previsto de 1 milhão de euros, foram escolhidas trinta propostas das oitenta que foram consideradas elegíveis. Para a área de Acção e Intervenção Social (500 mil euros) foram selecionadas dezasseis, para a Cultura e Turismo (250 mil euros), sete e para a área de desporto (250 mil euros), outras sete.

Dos 5.353 registos verificados nesta acção, votaram 3.969. Sendo que, a proposta mais votada das trinta vencedoras foi a “Raízes” de Moreira de Cónegos, apresentada por Vânia Sueli Martins Campos, na área da Acção e Intervenção Social, que recolheu 531 votos. Com um orçamento de 40 mil euros, este projecto visa trabalhar as famílias nas suas reais necessidades começando logo pelo acompanhamento nas suas próprias casas de modo a perceber como vivem e em que condições. Nesta área, a última proposta a ser considerada, foi a “Pavimentação do Parque Infantil – Urbanização Nossa Senhora da Conceição”, com orçamento de 25 mil euros e que recolheu dez votos.

Na área da Cultura e Turismo, a mais votada (326) foi o “Centro de Educação e Interpretação Ambiental no Penha – Centro Escutista de Guimarães”. NO desporto, a proposta da “Comunidade Castreja em Movimento”, foi a mais votada, obtendo 277 votos.

Para a zona das Taipas, destaque para a admissão da proposta de Lourenço Nuno da Silva Mendes (Área de Cultura e Turismo – 10 mil euros – 55 votos) intitulada “Escultura – Taipas Vila Termal” que pretende recriar, com caracter permanente, a intervenção artística que já foi desenvolvida na zona ajardinada junto à ponte de Caldas das Taipas, pelos alunos de artes da Escola Secundária local. Nesta mesma área, com 161 votos, foi votada a proposta de Miguel Ribeiro de Sousa (50 mil euros) para a “Criação de Praia Fluvial no Parque de Lazer da Insua – Ponte”. Esta proposta consiste na “criação de uma praia fluvial no Parque de Lazer da Ínsua, na margem esquerda do rio Ave, na Vila de Ponte e “construção” de um pequeno cais (plataforma amovível em madeira) para apoio ao aluguer de pequenos barcos de recreio a remos, diversificando-se desta forma a oferta daquele importante espaço concelhio, especialmente durante o verão, aos utentes que, em alternativa ou por opção, procuram aquele espaço”. Ainda para Ponte, foi eleita a proposta de Marlene Gomes (28 mil euros – 61 votos) intitulada “Projecto de Inclusão – Plataforma Madre Teresa de Calcutá”. S. Martinho e S. Clemente de Sande também viram propostas para cada freguesia serem contempladas. Para S. Martinho, foi votada a proposta de Cristina Paula Peixoto da Silva “Mês Cultural /15 mil euros – 54 votos). No caso de S. Clemente, com 43 votos, será avaliada a proposta de Maria Helena da Silva Alves (25 mil euros) para a “Requalificação do Parque Infantil do Monte da Senhora da Saúde”. O Lig@.te”, projecto de acesso gratuito à internet para Santa Eufémia de Prazins, proposto por Ana Mendes (22 mil euros – 22 votos) também foi um dos eleitos.

Ainda para a zona norte do concelho, Adelino da Conceição Gomes de Oliveira viu a sua proposta (Comunidade Castreja em Movimento – 50 mil euros) ser a mais votada desta área com 277 votos. Aproveitar o “potencial mobilizador para oferecer uma resposta permanente, com condições de sustentabilidade para além do âmbito temporal do Orçamento Participativo, no campo da atividade desportiva, dirigida às crianças e jovens (cerca de 1000 alunos das escolas) com o objetivo de desenvolver o gosto pela actividade física e desportiva, com consequências óbvias no desenvolvimento global dos destinatários, o reforço do espírito gregário da comunidade em geral e a indução de iniciativas empreendedoras, no campo da economia social”, é o que se pretende com a apresentaçlão desta proposta que servirá todas as oito freguesia que integram a Comissão Social Castreja. Para Ponte, surge a proposta de “Cablewakeboard Guimarães wake center” apresentada por Bento Daniel Araújo Pimenta (50 mil euros – 80 votos). Um desporto aquático, importado dos EUA e que consiste em puxar, com um barco, um atleta que desliza numa prancha. A proposta de “Construção de Parques de Street Workout, em Ponte, Costa e S. Tiago de Candoso (Bruno José Fernandes Faria Matos – 15 mil euros) também foi uma das eleitas com 47 votos.

Termina, assim, um processo que teve início em Fevereiro último e que envolveu a participação de 1234 munícipes nas 48 Assembleias Participativas promovidas pelo município vimaranense. As propostas mais votadas em todas as áreas, passarão agora para as mãos dos técnicos municipais que as transformarão em projectos. Estas poderão, ou não, vir a ser executadas, em função das exigências técnicas e de licenciamento da responsabilidade quer da Câmara Municipal de Guimarães, quer de entidades externas a esta que tenham de ser consultadas para o efeito.

LISTAGEM COMPLETA DAS PROPOSTAS MAIS VOTADAS:

ÁREA DA ACÇÃO E INTERVENÇÃO SOCIAL

"RAIZES" (Vânia Campos – 531 votos – 40 mil euros); PARQUE INFANTIL | GONÇA (Elisabete Alves – 323 votos – 25 mil euros); PARQUE DE LAZER | ESPAÇO MULTI-FUNCIONAL | POLVOREIRA E URGEZES (Daniela Pinto – 263 votos – 25 mil euros); iNTERVENÇÃO LOCAL – PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA | RONFE, BRITO E AIRÃO S. JOÃO (Fernanda Marques – 191 votos – 20 mil euros); PROJETO DE INCLUSÃO – PLATAFORMA MADRE TERESA DE CALCUTÁ | PONTE (Marlene Gomes – 61 votos – 28 mil euros); CRIAÇÃO DE LOJA SOCIAL – S.FAUSTINO – TABUADELO – ABAÇÃO – GÉMEOS – CALVOS – SERZEDO – PINHEIRO – INFANTAS – POLVOREIRA (Emilia Gomes – 59 votos – 20 mil euros); EQUIPA DE APOIO DOMICILIÁRIO ÀS PESSOAS COM PERTURBAÇÃO MENTAL | GUIMARÃES (Ana Guimarães – 44 votos – 50 mil euros) PROJETO DE COMPETÊNCIAS PSICOLÓGICAS | GUIMARÃES (Olga Dias – 36 votos – 50 mil euros) PROJETO DE ANIMAÇÃO CULTURAL A IDOSOS: ENTÃO VAMOS… | S. TORCATO (António Costa – 29 votos – 30 mil euros); BANCO DE MANUAIS ESCOLARES | GUIMARÃES (José Correia – 27 votos – 10 mil euros); INTERVIR E AJUDAR PARA NÃO EMIGRAR | CENTRO HISTÓRICO E ZONA DE ESPECIAL PROTEÇÃO (Adelino Martins – 27 votos – 40 mil euros); TABU! | GUIMARÃES (Angela Abreu – 24 votos – 30 mil euros); E-CONCERTAR | GUIMARÃES (Anabela Pereira – 22 votos – 50 mil euros); LIG@.TE – ACESSO GRATUITO À INTERNET | SANTA EUFÉMIA DE PRAZINS (Ana Mendes – 22 votos – 22 mil euros); REQUALIFICAR E AMPLIAR OS PARQUES INFANTIS DE SELHO S. JORGE – PEVIDÉM (Ana Peixoto – 18 votos – 35 mil euros) e PAVIMENTAÇÃO DO PARQUE INFANTIL DA URBANIZAÇÃO DA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO (António Pereira – 10 votos – 25 mil euros).

 

ÁREA DA CULTURA E TURISMO

CENTRO DE EDUCAÇÃO E INTERPRETAÇÃO AMBIENTAL NO PENHA – CENTRO ESCUTISTA GUIMARÃES (Miguel Araújo – 326 votos – 50 mil euros); CRIAÇÃO DE PRAIA FLUVIAL PARQUE LAZER DA INSUA – VILA DE PONTE (Miguel Sousa – 161 votos – 50 mil euros); PRAIA FLUVIAL DE LORDELO (José Pereira – 135 votos – 50 mil euros); ESPAÇO PUBLICO DE CULTURA E LAZER DE SILVARES (Ricardo Castro – 120 votos – 50 mil euros); ESCULTURA – TAIPAS VILA TERMAL (Lourenço Mendes – 55 votos – 10 mil euros); MÊS CULTURAL DE SANDE – SÃO MARTINHO (cristina Silva – 54 votos – 15 mil euros) e REQUALIFICAÇÃO DE PARQUE INFANTIL NO MONTE DA SENHORA DA SAÚDE (Maria Alves – 43 votos – 25 mil euros)

 

ÁREA DO DESPORTO

COMUNIDADE CASTREJA EM MOVIMENTO (Adelino Oliveira – 277 votos – 50 mil euros); CIRCUÍTO DE MANUTENÇÃO DE CONDE (Manuel Fernandes – 265 votos – 30 mil euros); VIVER SILVARES – PARQUE DE LAZER E DESPORTO DE ARDÃO (Domingos Marques – 172 votos – 50 mil euros); PARQUE DE MANUTENÇÃO/LASER DA QUINTA DO VALE – POLVOREIRA (David Faria – 170 votos – 20 mil euros); CABLEWAKEBOARD GUIMARÃES WAKE CENTER (Bento Pimenta – 80 votos – 50 mil euros); CONSTRUÇÃO DE PARQUES DE STREET WORKOUT (Bruno Matos – 47 votos – 15 mil euros) e SCAN PROJECT (Nuno Gomes – 46 votos – 35 mil euros).

Artigos Relacionados