PUB
Projeto 10X10 apresenta-se na Black box, da Plataforma das Artes e da Criatividade
Quarta-feira, Fevereiro 18, 2015

Depois de Lisboa e do Porto os alunos das duas turmas da Escola Secundária de Caldas das Taipas envolvidos no 10X10 partilham, em mais uma aula pública, no próximo dia 21 de fevereiro, os sucessos e as dificuldades sentidas neste processo de aprendizagem mútua que envolveu duas duplas de professores e artistas.

Pelas 11h30 min a turma de Gabriel Machado e Manuela Ferreira e, pelas 15h, a turma de Isabel Machado e João Girão. Neste dia os interessados ainda podem assistir às experiências de uma turma da escola secundária do Cerco, do Porto (10h30) e uma outra do agrupamento de escolas D. Filipa de Lencastre, de Lisboa (16h).

O projeto 10×10 promovido pela Gulbenkian juntou, nesta sua 3.ª edição, a Oficina e o Teatro Nacional S. João. Ao longo de três meses de trabalho conjunto na escola, a docente Isabel Machado em parceria com João Girão, professor na Escola Superior Artística do Porto-Guimarães, envolveram os alunos da turma B, do 10.º ano e trabalharam a poesia contemporânea. “Do meu caderno” foi a designação deste projeto que também foi apresentado no teatro Carlos Alberto, no Porto, no dia 31 de janeiro.

Nestas aulas públicas, os alunos, a docente e o artista envolvidos mostraram o percurso seguido, como referem os seus dinamizadores: “O ensino da Poesia Contemporânea, integrando os recursos do Desenho, foi explorado com os alunos através de um conjunto de metodologias específicas”. Isabel Machado acrescenta que o projeto foi conquistando progressivamente os alunos com “estratégias direcionadas para aumentar os seus níveis de concentração, o seu envolvimento mais ativo no processo e promover o raciocínio abstrato”. Registe-se que o trabalho da dupla se desenvolveu em aulas com a duração de 1OO e 15O minutos em espaços diversos, dentro e fora da escola (caso dos Banhos Velhos), nas sessões de preparação das atividades e ainda no projeto “Ao sabor dos livros”, que se desenvolve há alguns anos na secundária da vila.

Gabriel Machado é o outro docente da escola secundária de Caldas das Taipas envolvido neste projeto 10×10. Ao seu lado esteve a encenadora e dramaturgista Manuela Ferreira. Esta dupla trabalhou com os 21 alunos da turma K, do 10.º ano, tendo como suporte o mote “Respigar”.
Os conteúdos programáticos envolvidos no projeto passavam pela discursividade filosófica e pela ação humana: análise e compreensão do agir/a rede concetual da ação. O processo de trabalho articulou-se em torno de três questões orientadoras: a que sabe o saber?, para o domínio na gestão do trabalho em grupo; como exercitar o corpo e o espírito?, para desenvolver a argumentação como ação central da atividade filosófica e, finalmente, com quem partilhar?, subordinada ao tema da responsabilidade ecológica.

Uma última sessão será realizada na própria escola secundária, em data a anunciar oportunamente.