PUB
População residente em Guimarães baixou em relação aos Censos de 2001
Sexta-feira, Julho 1, 2011

O Instituto Nacional de Estatística já divulgou os resultados preliminares da operação Censos 2011 realizada entre os dias 7 de Março e 24 de Abril junto da população Portuguesa.

Os números apurados naquela que é considerada a maior operação estatística realizada junto da população, dão conta que a população portuguesa residente no território nacional é de 10.555.853, mais 199.736 habitantes que nos dados recolhidos em 2001.

Ainda no que se refere à população residente, a região Norte é a que regista uma maior ocupação populacional cifrando-se nos 3.689.713 (3.687.293 em 2001). No entanto, a região que mais cresceu foi a de Lisboa que passou de 2.661.850 residentes em 2001 para 2.815.851 em 2011, registando assim um aumento populacional na ordem dos 5,8%.

O concelho de Guimarães, relativamente a 2001, perdeu 1468 residente. Os valores censitários para a população residente em Guimarães em 2011, apontam para 158.108. No caso da freguesia de Caldelas, verificou-se um aumento populacional perto dos 10%. Nesta altura, Caldas das Taipas tem 5732 residente contra os 5252 verificados em 2001.

Pelo lado do crescimento populacional em 2011, destacam-se as freguesias da Costa (mais 1708 residentes), Fermentões (mais 1569 residentes), Aldão (mais 364 residentes), Marcotelos (mais 300 residentes) e Santo Tirso de Prazins (mais 169 residentes), onde se verificou um aumento da população residente na ordem dos 49,5%, 37,9%, 39,6%, 22,6% e 20,5%, respectivamente.

No sentido inverso a freguesia do concelho de Guimarães que, em termos percentuais, mais população perdeu (30.6%) nos últimos dez anos foi a de Arosa, passando de 674 residentes em 2001 para 468 em 2011. Gondomar (26,9%), São Paio (26,5%), São Salvador de Briteiros (21,6%) e Longos (21,6%) foram outras das freguesias vimaranenses que perderam população residente em valores percentuais mais significativos, relativamente a 2001.