PUB
PS Taipas ameaça inviabilizar plano e orçamento da Junta de Freguesia
Quarta-feira, Novembro 11, 2015

O PS Taipas reuniu-se com a Junta de Freguesia. Os deputados do PS lamentam que as suas propostas não tenham passado à prática. O chumbo dos socialistas pode questionar legitimidade do PSD para governar Junta de Caldelas.

O grupo de deputados eleitos pelo Partido Socialista em Caldelas manifestou-se preocupado com a possibilidade de o actual executivo da Junta de Freguesia deixar de ter legitimidade para exercer funções. Em causa estará a aprovação do Plano de Actividades e do orçamento do executivo da freguesia, para o ano de 2016.

Os socialistas de Caldelas reuniram-se com a Junta de Freguesia no passado dia 7 de Novembro e durante o encontro, as partes decidiram que a proposta de plano e orçamento para 2016 deverá ser enviada a todos os partidos representados na assembleia, antes de ser discutida e votada no próximo mês de Dezembro.

O grupo do PS Taipas lembra que o actual executivo resultou de um acordo partidário entre o PSD, o CDS e a CDU. Recorde-se que nas últimas eleições autárquicas, realizadas a 29 de Setembro de 2013, o PSD, coligado com o CDS, venceu sem conseguir uma maioria absoluta.

Desde então o Plano de Actividades e o Orçamento, tanto o de 2014 como o de 2015 foram aprovados, com a abstenção do PS. No último caso, aqueles documentos foram rejeitados pela CDU, com a abstenção do PS, evitando assim que a Junta de Freguesia passasse a governar em gestão e em regime de duodécimos. No entanto, o PS Taipas refere que as suas propostas “não passaram do plano das intenções”.

Luís Soares, líder da bancada socialista em Caldelas, recorda que desde 2009 foi possível incluir algumas propostas feitas pelo PS – “somos chamados a dar os nossos contributos para o Plano de Atividades e Orçamento da Junta de Freguesia ao abrigo do Estatuto da Oposição e temo-lo feito”.

Os socialistas vão mais longe e avisam que se o actual executivo “não fizer um esforço para alterar as suas opções políticas dificilmente poderá merecer a confiança do Partido Socialista comprometendo a gestão da Junta de Freguesia e a sua legitimidade para continuar a governar”.

Na conclusão da reunião de 7 de Novembro, a Junta de Freguesia comprometeu-se a enviar as propostas daqueles documentos aos partidos com assento na Assembleia, pode ler-se na Nota de Imprensa distribuída pelo PS taipense. O Plano de Actividades e o Orçamento são dois documentos fundamentais para o normal funcionamento do executivo autárquico.