PSD e CDU ainda sem candidatos
Sexta-feira, Junho 3, 2005

Tal como noticiámos em primeira-mão no www.reflexodigital.com , José Luís Oliveira é o candidato do Partido Socialista às eleições autárquicas a realizar em Outubro.

De certeza que a sua escolha surpreendeu muita gente e mesmo dentro do próprio partido não terá sido inteiramente pacífica.
No entanto, a partir do momento em que Remísio Castro, em virtude da sua posição no Avepark, estava indisponível para se lançar a um quinto mandato, as portas estariam abertas para a renovação.
José Luís não foi o único nome a estar nas cogitações do PS. As suas boas relações com alguns elementos do partido, o facto de ser uma pessoa das Taipas, ser uma pessoa geradora de consensos sem anticorpos e experiência no associativismo, terão prevalecido em relação à sua juventude e a outros eventuais candidatos.
Remísio Castro, em declarações ao Reflexo, justificou a sua indisponibilidade por questões exclusivamente profissionais. “A minha posição no Avepark e o trabalho que pretendo desenvolver é incompatível com o serviço na Junta de Freguesia.” Remísio Castro mostrou-se satisfeito pela altura em que sai da Junta de Freguesia. “Este foi um bom mandato. Consegui terminar um conjunto de obras pelas quais me vinha batendo, a feira, a variante, a sede da Junta, o Centro Social, entre outras o que faz com que eu saia de consciência tranquila e com o dever cumprido.”
Quanto à escolha de José Luís Oliveira fez questão de dizer que o novo candidato do PS tem total liberdade para elaborar a lista e apresentar um projecto para as Taipas. Manifesta o seu total apoio e poderá ponderar integrar a lista, se vier a ser convidado, mas não em lugares de ocupação de cargos, “teria de ser um dos últimos dessa lista.”
Desmente que a escolha não tenha sido pacífica. “Trata-se de um jovem licenciado, ligado à terra, pertence a uma família com tradições no associativismo, ele próprio já tem experiência associativa. O PS renova-se com gente jovem, com novas ideias e irá apresentar novos projectos para a vila.”
Por sua vez o novo candidato socialista, em breves declarações ao Reflexo, referiu que o convite partiu do PS local, com o apoio da concelhia e formalizado por Remísio Castro.
A lista será da sua total responsabilidade. “Tenho total liberdade para escolher os elementos que vão integrar a lista, tenho liberdade para elaborar o programa, o que é natural, pois de outra forma não aceitaria o convite.”
Sem querer indicar nomes, José Luís Oliveira adiantou que a lista integrará gente nova em termos de idade e nova nas andanças políticas. A ideia será mesmo novas pessoas, novas ideias para as Taipas.

PSD e CDU ainda sem candidatos
Apesar de alguns contactos estabelecidos, estes dois partidos ainda não confirmaram as suas escolhas.
Pelo que apurámos, o PSD terá endereçado um convite ao actual tesoureiro da Junta, Constantino Veiga, para este liderar a lista social-democrata. Este ainda não terá comunicado a sua decisão.
Por sua vez, a CDU, naturalmente, avançará com Cândido Capela Dias. Capela Dias vai querer mostrar que o nome de algumas pessoas não será o mais importante, mas sim a defesa de um projecto para a freguesia.
Quanto ao CDS não é crível que avance com um candidato próprio.

Alfredo Oliveira

Artigos Relacionados