PUB
PSD considera-se esclarecido
Sexta-feira, Maio 22, 2009

Desta vez, foi de vez. Na reunião de vereadores do dia 21 de Maio o vereador Carlos Vasconcelos voltou a inquirir o presidente António Magalhães acerca do processo do Lar de Idosos anunciado pela candidatura do PS em Caldelas.

O autarca vimaranense mostrou novamente alguma relutância em falar sobre o assunto, tendo-se demarcado das questões que dizem respeito aos responsáveis partidários. Mas foi dizendo que ele não recebeu nenhum candidato à Junta de Freguesia de Caldelas, mas que a Câmara Municipal tem, todos os dias, todo o tipo de audiências.

Lembrou ainda as várias qualidades de Domingos Bragança, vice-presidente, vereador e ainda líder da concelhia do Partido Socialista em Guimarães. E foi o próprio Domingos Bragança que, desta vez, avançou esclarecendo toda a situação: “recebi o Eng. Carlos Remísio, presidente da Direcção do Centro Social Padre Manuel Joaquim de Sousa, que vinha acompanhado por várias pessoas, entre elas estava o Dr. Ricardo Costa”.

Já no final da reunião, Carlos Vasconcelos quis deixar claro que “os vereadores do PSD não têm nenhum tipo de síndrome de perseguição ao candidato do PS à Junta de Freguesia de Caldelas”.

O vereador social-democrata considerou que as considerações transmitidas por Domingos Bragança tinham sido esclarecedoras: “nós não iríamos permitir que a Câmara Municipal reunisse com candidatos a presidente de Junta. Para nós a questão é estritamente institucional e foi dito que a Câmara Municipal não reconhece candidatos a presidente de Junta como parceiros institucionais e ainda bem que não o faz” – disse o vereador.

Carlos Vasconcelos lamentou ainda que Domingos Bragança só nesta ocasião tivesse tomado a iniciativa de esclarecer o que se passava e não quando a questão foi originalmente levantada mas, mesmo assim considerou-se esclarecido: “o senhor vice-presidente disse, de uma forma muito clara, que reuniu com uma delegação da Direcção do Centro Social Padre Manuel Joaquim de Sousa, chefiada pelo seu presidente. Estando claro que o relacionamento é institucional, obviamente que o PSD não tem nenhum tipo de crítica a fazer”.

António Magalhães explicou ainda porque tem optado por ficar afastado de toda a polémica levantada pelo PSD relativamente ao candidato do PS: “não posso, por questões locais e questões que se prendem com a guerrilha típica do período pré-eleitoral estar a prejudicar A ou B”.

O autarca relativizou a importância que está a ser dada a esta questão e num tom apaziguador, concluiu a conversa dizendo: “bem-vistas as coisas estamos todos de acordo, já que votamos todos favoravelmente a proposta [de doação do terreno], por isso todos podem fazer aproveitamento político disso!”. E mais não disse…

Nesta reunião foi aprovada por unanimidade a proposta de doação ao Centro Social Padre Manuel Joaquim de Sousa de um terreno, com uma área de 7128,5 metros quadrados, no Lugar da Bouça do Pinheiro, freguesia de Caldelas, para a edificação de um lar de idosos. Igualmente por unanimidade foi aprovada a proposta de viabilização do contrato de comodato que permite à Taipas-Turitermas obter o título de entidade proprietária do edifício dos Banhos Velhos. Esta titularidade será necessária para a instrução de um processo de candidatura ao QREN, com vista à transformação daquele edifício num museu de instrumentos e técnicas relacionadas com a medicina termal.

Texto: Paulo Dumas

Artigos Relacionados