PUB
PCP pede esclarecimentos ao Governo sobre situação do Avepark
Sexta-feira, Março 2, 2012

O deputado eleito pelo PCP na Assembleia da República, Agostinho Lopes, dirigiu ao Governo um pedido de esclarecimento sobre a situação do Avepark.

Agostinho Lopes formulou, no dia de ontem, três questões ao Governo para, por intermédio Ministério da Economia e do Emprego, obter esclarecimentos sobre a situação actual e futura do Parque de Ciência e Tecnologia, localizado nas Taipas e participado maioritariamente pela Câmara Municipal de Guimarães e que diz, na sustentação das suas questões, ter sido inaugurado em 2008 “com grandes expectativas e muito foguetório” acarretando um investimento global de “cerca de 15 milhões de euros”.

O deputado comunista dá conta de informações que revelam “grandes dificuldades económicas, a pôr em causa o futuro do Projecto, que estará com saída de empresas e um défice anual de cerca de 100 mil euros”.

Recorda ainda Agostinho Lopes que no Avepark, que alberga 30 empresas (10 «spin-off» e 20 efectivas) que no seu conjunto asseguram “450 postos de trabalho, bem longe dos projectados 4 mil”, está o primeiro Centro de Excelência Europeu instalado em Portugal, o Instituto de Medicina Regenerativa de Tecidos.

No seguimento das preocupações e constatações apresentadas, o deputado do PCP quer ser esclarecido sobre a avaliação que fazem os organismos competentes do Ministério da Economia e do Emprego da situação referida? Que medidas estão em curso para fomentar/facilitar a instalação de novas empresas e apoiar o desenvolvimento das «spin-off»? E, por fim, qual o volume e origem das ajudas públicas, nacionais e comunitárias, que foram dadas à instalação do AvePark?