PUB
O que temos para oferecer?
Segunda-feira, Agosto 11, 2003

Com o Verão a decorrer, época apetecível e convidativa a que as pessoas saiam, depois do seu dia de trabalho para “dar uma volta ” e distraírem-se, muita das vezes questiono-me o que é que a nossa terra oferece a quem vive cá e nos visita?
Penso sinceramente que todos nós temos que dar um contributo para modificar a “pasmaceira” em que estamos mergulhados.
Já é tempo, por exemplo, da Junta de Freguesia, com ou sem a ajuda da Câmara de Guimarães elaborar um programa cultural para tornar principalmente o Verão nas Taipas mais atractivo.
O cenário com que nos deparamos actualmente, é que as pessoas saem à rua efectivamente, mas quase todas para praticar, e muito bem, as suas caminhadas recomendadas quase sempre pelo seu médico e que dá um movimento principalmente na zona do parque que é bonito de se ver.
Mas não chega, temos que pensar noutro tipo de iniciativas para cativar a que mais gente venha para a rua distrair-se. A reabilitação do parque de campismo, outrora os campistas davam um movimento e colorido diferente à Vila, hoje praticamente abandonado é um espaço que necessita urgentemente de uma intervenção profunda. Porque não reabilitar o cinema ao ar livre, que teve algum sucesso no passado. Aproveitar os espaços desportivos existentes, incentivar os jovens à prática desportiva, com intercâmbio de jovens de outras paragens e em diversas modalidades, como por exemplo o ténis, natação, voleibol, desportos radicais, etc… Porque não pensar em efectuar um concerto com um artista de nomeada todos os anos, não fazer só no Multiusos em Guimarães. Seria de pensar também, modificar por exemplo, o tipo de iluminação e ornamentação na zona e avenida do parque, com a criação de esplanadas e bares, porque na minha opinião esta será a zona da nossa Vila em deveremos apostar, uma vez que é um espaço que reúne as melhores condições naturais para este tipo de actividades.
Estas serão algumas sugestões, para que no futuro possamos oferecer aos taipenses e a quem nos visita outro tipo de distracções que hoje não as tem e também para não ouvirmos as críticas, que já foram feitas, dos responsáveis da Câmara de Guimarães, que nunca lhes foi solicitado qualquer tipo de iniciativas culturais e de lazer para a Vila das Taipas.
Despeço-me sem mais até ao próximo número
E viva às Taipas!

P.S. Para que não digam que estou sempre a criticar a actuação da Junta de Freguesia e Câmara de Guimarães, queria congratular estas entidades pelo avanço das obras na variante das Taipas. Porque muito embora, venha com alguns anos de atraso, é sempre bom vermos obras de raiz a serem iniciadas na nossa terra.

26