PUB
O que poderá Caldas das Taipas dar e receber ao projecto da Capital Europeia da Cultura 2012?
Terça-feira, Maio 22, 2007

Nesta edição do FÓRUM propomos debater os dois lados da Capital Europeia da Cultura para a região de Caldas das Taipas. Qual a intervenção que se espera das colectividades locais e das entidades político-partidárias? Estarão os taipenses identificados com este projecto?

A 7 de Outubro de 2006, numa reunião informal do Conselho de Ministros realizada em Guimarães, a Ministra da Cultura surpreendeu tudo e todos ao anunciar que iria propor Guimarães para organizar a Capital Europeia da Cultura em 2012.

Entidades de vários quadrantes culturais, políticos e empresariais rapidamente se movimentaram apoiando a ideia de Isabel Pires de Lima. Surgiram também reacções de desapontamento, principalmente de Braga e Coimbra – duas das cidades que perfilavam e que tinham candidaturas formais para a organização da Capital Europeia da Cultura.

O que fazer agora? Surgem ideias de construção de grandes equipamentos culturais como a Casa da Memória e um Centro de Artes Modernas; iniciaram-se visitas a diversas instituições do concelho e assinaram-se protocolos de colaboração com o ministério.

Para ter uma ideia, recorde-se que o Centro Cultural de Belém foi construído para Lisboa 1998 e que a Casa da Música, no Porto, foi construída a propósito da Porto 2001.

Recentemente o Grupo de Missão iniciou uma ronda de reuniões com vista a auscultar as diversas instituições de âmbito cultural do concelho, com o objectivo de recolher contributos para definir o conceito central da Capital Europeia da Cultura.

A questão que trazemos para debate tem a ver com os contributos poderão ser dados pela vila de Caldas das Taipas e freguesias desta região do concelho para a concretização do projecto Guimarães – Capital Europeia da Cultura 2012. O que é que a vila tem de único para oferecer? Qual a intervenção que se espera das colectividades locais e das entidades político-partidárias? Estarão os taipenses identificados com este projecto?

Por outro lado, importa discutir o que é que a vila de Caldas das Taipas poderá ganhar com a Capital Europeia da Cultura 2012. Quais as oportunidades de desenvolvimento que poderão ser aproveitadas? Será que Caldas das Taipas deverá ter em 2012 um equipamento cultural que sirva a população oeste do concelho de Guimarães?

Pretende-se discutir no fundo, o que poderá Caldas das Taipas dar e receber ao projecto da Capital Europeia da Cultura 2012?

Participe no fórum enviando um e-mail para jornal@reflexodigital.com (colocando fórum no assunto da mensagem). Poderá também enviar o contributo via postal ou por fax.

Ou poderá ainda enviar simplesmente um comentário, seguindo o link no fundo da página. Os comentários serão validados através do endereço de e-mail.

Endereço postal
Jornal Reflexo
Apartado 4087
4806-909 Caldas das Taipas

Artigos Relacionados