PUB
O outro lado da rua
Sexta-feira, Março 4, 2011

Em tempo de crise, redobra a sensibilidade para as consequências que ela vai espalhando.

A criação de postos de trabalho sempre foi motivo para salutar concorrência entre Municípios, cada um exibindo vantagens, dotes e incentivos capazes de atrair investimentos para o seu território.

Estão neste rol de atractividades, a criação de zonas e parques industriais, devidamente infra-estruturadas, capazes de fazer a diferença no momento de tomar a decisão de instalar a unidade industrial aqui, ou ali.

Se é importante criar condições, mais importante ainda será garantir a sua manutenção, sob pena de, o não cumprimento dos pressupostos, poder reverter em descrédito para todos, provocando a fuga, em vez de atracção, e frustrando as expectativas daqueles que, confiando, acabaram por se instalar.

Vem isto a propósito da situação que se vive na Zona Industrial da Gandra, em Barco, onde trabalham centenas de pessoas. Saibam os leitores que, aqui, existindo empresas em laboração, não existe drenagem de águas pluviais, saneamento, transportes ou limpeza. Quanto a saneamento, é caricato porque, não existindo, as empresas pagam o serviço como se houvesse!!!

Estamos a falar de uma zona que fica do outro lado da rua de uma coisa que se chama AVEPARK, verdadeiro Oásis no meio do deserto, motivo para discursos inflamados dos dirigentes Municipais, a propósito da promoção de políticas económicas ou quando se pretende demonstrar que tudo está a ser feito para ultrapassar as dificuldades que se colocam à promoção do emprego, constrangimentos que vivemos hoje com particular intensidade.

No entanto, os discursos e as intenções ficam de um lado, mas as reais dificuldades e a necessidade de proteger e promover o emprego, ainda estão do outro lado da rua.

É tempo de olhar para esta realidade com olhos atentos. A mudança de atitude, no caso concreto, passa pela necessidade de dotar a Zona Industrial da Gandra com o mínimo indispensável que permita, a quem aqui investe e labora, sentir-se apoiado pelos poderes públicos.

Apoie-se o AVEPARK, sem dúvida, mas muita atenção ao que se passa do outro lado da rua, porque lá está gente, e muita!!