Olhar em frente
Quarta-feira, Janeiro 11, 2006

Como é que se vai resolver a crise económica? Para quando a tão prometida estabilidade no país? Etc… Etc… — São perguntas que passam ao lado, quando interessa mesmo é falar de futebol. E desta vez, quem será o Campeão: FC Porto? Benfica? Sporting? E, porque não, ainda, o Braga ou Nacional da Madeira? Aceitam-se apostas! Pela minha parte ficam as questões, uma vez que me recuso a assumir o papel de astrólogo. Todavia, arrisco a dizer que vamos ter Campeonato até ao fim, infelizmente por incompetência e inaptidão dos principais responsáveis que “mandam” — literalmente — nos principais clubes de Portugal, do que por crescimento da competitividade entre os clube.

A vida dá muitas voltas, disso ninguém tem dúvidas. A cada ano que passa, derivado da minha actividade de jornalista, aproveito os últimos dias do ano para lançar uma retrospectiva dos meses antecedentes e, sempre, deixo escapar um ar de surpresa, que com o acumular dos anos deixa de ser surpresa – já dizia Jorge Nuno Pinto da Costa, “desde que vi um porco a andar de bicicleta, nada me admira”. Então, não é que há um ano atrás os caríssimos adeptos do Vitória de Guimarães tanto ansiavam por recuperar o estatuto de uma equipa europeia, fazendo figas para que tal acontecesse, perante algumas reticências colocadas em torno da equipa. E lembram-se que há um ano a equipa era orientada por Manuel Machado, o professor que tantas críticas gratuitas recebeu, pagando essa factura com o regresso do “seu” clube à Taça UEFA. Ainda sem perceber muito bem as verdadeiras razões, a ruptura entre Manuel Machado e a direcção tornou-se inevitável. Um ano volvido, o “professor” continua em alta, aos comandos do Nacional da Madeira, discutindo os lugares cimeiros do principal escalão do futebol nacional… E o Vitória de Guimarães, aflito, lá anda a lutar para não descer de divisão!
As voltas que a vida dá! Mas o tempo, esse, vem sempre dar razão a quem a tem. O que interessa é olhar sempre em frente…

Na entrada do novo ano, um novo esplendor se levanta com a realização do Campeonato da Europa na categoria de sub-21. E, nós por cá, todos satisfeitos, principalmente o povo minhoto, que tem a vantagem de assistir bem de perto aos jogos do Grupo A, tendo em linha de conta que vão passar pelos Estádio de Braga, Guimarães e Barcelos. A Vila de Caldas das Taipas, também, tem a ganhar com a realização deste evento, sobretudo na vertente turística, pois pode aproveitar a ocasião para se agarrar uma das Selecções que por cá vão ficar instaladas, entre os meses de Maio e Junho. Resta saber se o patriotismo dos portugueses será, novamente, exibido nas janelas, com a colocação de bandeiras nacionais, tal como aconteceu no Euro’2004.

A todos os leitores do “Reflexo” expresso os votos de um excelente ano de 2006!