PUB
O crocodilo das Taipas
Sexta-feira, Setembro 12, 2014

Há indícios da vontade da actual maioria em manter a carga fiscal nos níveis de 2014 e que, como é sabido, mereceu reprovação de grande parte da população, havendo este ano razões acrescidas para o povo estar atento e vigilante.

Atento e vigilante ao que vier a ser aprovado na reunião pública da câmara municipal, atento ao debate que se segue na Assembleia Municipal de Guimarães, mas também atento e vigilante ao comportamento dos deputados municipais e dos vereadores que fez eleger votando nas respectivas listas de candidatos.

Reportando-me ao que se passou no ano passado, há fortes indícios de hipocrisia escondida em declarações sonantes mas inócuas destinadas a ocultar aos menos atentos a traição dos que na Câmara e na Assembleia Municipal de Guimarães reprovam o que aplaudem em Lisboa, no Governo e na Assembleia da República.

Sendo isso importante, não é o mais importante.

O mais importante é a insistência do PS em manter a carga fiscal em níveis elevados, demonstrando falta de sensibilidade social.

Ao contrário do que diz a propaganda oficial, a crise continua e a generalidade dos moradores no território concelhio sabe-o e sente-o, pelo que seria desejável um esforço da câmara no sentido de abrandar o sofrimento, provando pela prática ser possível um orçamento municipal atento aos problemas e dificuldades das populações sem beliscar os projectos e as obras que o PS apresentou aos eleitores e foi por estes apoiado.

26