O Rotary Club das Taipas homenageou Manuel Marques, ex-gerente do balcão CGD das Taipas
Quarta-feira, Novembro 2, 2005

Aconteceu na 17ª reunião deste ano rotário, não coincide com o ano civil já que tem início em Junho, Manuel Marques foi homenageado no mês dos serviços profissionais, como profissional do nosso meio.

Teresa Portal, actual presidente do Rotary Club das Taipas, explicou muito sucintamente quais os padrões éticos que orientam os membros dos rotary fazendo jus ao lema “Dar de si antes de pensar em si”. Neste seguimento explicou que Manuel Sousa Marques se enquadrava neste perfil, tendo sido funcionário público, exercendo funções de gerente na Caixa Geral de Depósitos, onde se destacou pelo alto padrão de ética profissional. Considerou ainda que foi e é um homem, um cidadão e um pai exemplar. Por isso foi merecedor do reconhecimento por parte do Rotary Club das Taipas.
Ao seu estilo, Manuel Sousa Marques considerou que não era merecedor desta homenagem. Fez uma rápida resenha da sua vida profissional que se dividiu em 19 anos na cutelaria e 38 na função pública. Recordou com nostalgia e orgulho os tempos que passou na empresa de cutelaria Manuel Marques. Pensa que foram tempos excelentes dos quais recorda bons momentos. Na Caixa Geral de Depósitos também teve bastantes dificuldades, porque na opinião dele não era tão fácil como agora chegar a gerente e teve que passar por muitas etapas. Enumerou três vertentes muito importantes no exercício das suas funções na CGD. Primeiro, servir o patrão, depois ter uma boa equipa e por ultimo, atender bem o cliente. Também realçou que era apologista que um contrato de trabalho era um contrato como outro qualquer em que há duas partes que tem obrigações a cumprir e ele gostava de cumprir as suas como a CGD sempre cumpriu as dela. Daí que considera ter cumprido a sua obrigação e por isso pensar não ser merecedor deste reconhecimento. Acabou por aceitar estar presente nesta homenagem muito ao contrário do que é seu hábito.
Alguns membros do Rotary Club e convidados usaram da palavra para enaltecer em uníssono as suas qualidades humanas e o muito que trabalhou para o bem das Taipas em várias vertentes na sua passagem por algumas colectividades da vila e poder politico local.
A cerimónia realizou-se no passado dia 25 de Outubro.

Retrato Pessoal

Nasceu a 2 de Dezembro de 1938;
Em Setembro de 1948 ingressou na fábrica de Cutelarias Manuel Marques – Marca Onze (actual Herdemar);
Em 1954 coopera na gestão da produção da fábrica;
Em 1957 assume a totalidade da produção da referida fábrica, com plenos poderes;
Em 1958 inicia, na Escola Industrial e Comercial de Guimarães, o seu curso de Aperfeiçoamento Geral de Comércio;
Trabalha nessa firma e com essas funções até 9 de Fevereiro de 1966 inclusive;
No dia 10 de Fevereiro do mesmo ano inicia nova carreira ao serviço da Caixa Geral de Depósitos, na agência de Oliveira de Azeméis;
Percorre diversas agências e em Agosto de 1973 assume a sua 1ª gerência em Melgaço, passando depois como gerente pelas agências de Famalicão, Vieira do Minho, Guimarães e Caldas das Taipas;
Nomeado gerente noutras agências, onde presta serviço, aposenta-se em 9 de Fevereiro de 2004, com 38 anos de serviço.

José Henrique Cunha
jcunha@reflexodigital.com

PUB

Artigos Relacionados