Muralha sugere elaboração de um plano de recuperação global do Convento das Dominicas
Sexta-feira, Novembro 11, 2016

A associação de defesa do património de Guimarães manifestou a suas preocupações pelo estado de conservação em que se encontra o Convento de Santa Rosa do Lima e pede que a Câmara Municipal proceda à sua recuperação estrutural e patrimonial.

A Muralha – Associação de Guimarães para a Defesa do Património manifestou esta semana as suas preocupações pelo estado de aparente abando em que se encontra o edifício conhecido como Convento das Dominicas.

Responsáveis por aquela instituição vimaranense fizeram uma visita ao edifício, constatando um “considerável estado de degradação”. A Muralha lembra que o Convento de Santa Rosa do Lima é propriedade da Câmara Municipal de Guimarães e apela que a autarquia preste atenção ao edifício e que defina um plano de recuperação global.

A Muralha sustenta que este é um “exemplar único de arquitectura conventual”, lembrando que o edifício é uma referência pelo número de trabalhos de escultura religiosa, carpintaria e talha atribuídos a um grande número de mestres, oriundos de vários concelhos de fora de Guimarães.