PUB
Munícipes contra tarifas da Vimágua
Quinta-feira, Março 19, 2009

Várias dezenas de passoas juntaram-se hoje junto à Câmara Municipal de Guimarães para protestar contra os preços praticados pela Vimágua, para a ligação às redes que gere.

Vários munícipes, provenientes predominantemente das freguesias de Serzedelo e de Guardizela, juntaram-se na manhã de hoje, 19 de Março, diante do edifício da Câmara Municipal de Guimarães, num acto que visou o protesto contra o custo da ligação das suas habitações às redes de abastecimento de água e de saneamento.

A Vimágua, empresa responsável pelas redes de abastecimento de água e de saneamento nos concelhos de Guimarães e de Vizela, cobra um valor base de 357,75 euros pelas ligações à rede de abastecimento de água e 429,26 pela ligação à rede de saneamento.

António Magalhães, na reunião do executivo que decorreu no mesmo dia, disse a este respeito que têm decorrido várias reuniões com grupos de munícipes e transmitiu a ideia de que, no terreno, a situação está a avançar bem. Referiu ainda que as dificuldades económicas não são desculpa para não se efectuarem as ligações – “quem não pode pagar, não paga; quem apenas pode pagar parte, paga parte; quem pode pagar, paga a totalidade”.

Recorde-se que o grupo parlamentar municipal do PSD, liderado por André Coelho Lima, através de um requerimento entregue ao presidente da Assembleia Municipal, pediu esclarecimentos ao presidente da Câmara, respeitantes à forma como a Vimágua tem controlado os acertos de contas, relativos às facturas que apresentavam valores estimados e superiores ao efectivamente consumido.

Texto: Paulo Dumas

Artigos Relacionados