PUB
Membros do MAT andam na rua para manter a tradição das Reisadas (com som)
Quinta-feira, Janeiro 7, 2016

O MAT – Movimento Artístico das Taipas está empenhado em manter viva a tradição de “Cantar os Reis”. A membros da associação andam, desde 6 de janeiro, pelas ruas da vila a visitar quem os quiser receber.

E, diga-se a verdade, vale bem a pena. O Reflexo é testemunha disso mesmo pois, acedeu ao convite formulado pelos responsáveis do MAT e logo a abrir a jornada das Reisadas, na noite de 6 de janeiro, recebeu a comitiva de jovens cantores, nas suas instalações.

Pedro Conde, presidente da Direção do MAT, em amena cavaqueira à volta de um cálice de Vinho do Porto, explica as razões de tal iniciativa: “Cantar os Reis é uma tradição muito antiga e, entre outras atividades que resolvemos realizar durante o ano, decidimos avançar com umas Reisadas. Contatamos uma série de instituições locais e algumas casas particulares e hoje estamos a assinalar o arranque oficial desta iniciativa, que já começou a ser preparada em dezembro”.

Nesta altura, o MAT tem três confirmações aos convites formulados. Um número reduzido, face aos convites realizados, que leva Pedro Conde a admitir que a recetividade à iniciativa “não tem sido famosa”. No entanto, como refere, “não é isso que nos fará desistir e vamos continuar a batalhar para não deixar morrer esta tradição. Os nossos pais já o faziam, quando eram mais novos e esta iniciativa tem um pouco a ver com isso. Não deixar cair uma tradição que faz parte, desde muito cedo, das nossas vivências. Notamos que as pessoas já não estão muito habituadas a receber as Reisadas mas vamos continuar a levar esta iniciativa para a frente neste e nos próximos anos”.

Apesar de ainda jovens, alguns dos intervenientes nestas Reisadas lembraram o tempo de criança em que se reuniam com familiares e vizinhos e percorriam as ruas da sua freguesia para recolher umas moeditas. Situação que não é muito diferente nos dias de hoje pois, para além da questão de manter tradição, com esta iniciativa, o MAT também vê uma oportunidade para recolher alguns fundos para ajudar a fazer face às despesas correntes e de programação anual.

Clique aqui para ouvir as reisadas do MAT.

Artigos Relacionados