PUB
Medida governamental determina taxa para as lâmpadas menos eficientes
Segunda-feira, Abril 16, 2007

As lâmpadas menos eficientes sofrerão da aplicação de uma taxa cujo produto deverá ser aplicado em medidas de protecção ambiental. Esta medida insere-se na política de Ambiente de que faz parte o Plano Nacional para as Alterações Climáticas.

As tradicionais lâmpadas incandescentes estão entre o grupo de lâmpadas que deverão sofrer um aumento de preço devido à aplicação da taxa, que visa compensar os prejuízos que a sua utilização introduz no ambiente. Esta medida pretende, aos mesmo tempo estimular o cumprimento dos objectivos nacionais em matéria de emissões de CO2, no âmbito do Protocolo de Quioto.

As lâmpadas de filamento podem ser substituídas por lâmpadas fluorescentes, que consomem apenas 20% da energia que consomem as lâmpadas fluorescentes. Além disso têm ainda a vantagem de durarem até oito vezes mais tempo.

Embora o Decreto-Lei tenha sido publicado no dia 12 de Abril, com entrada em vigor no dia seguinte, aguarda-se ainda a publicação da portaria que determinará os tipos e modelos de lâmpadas consideradas como de baixa eficiência energética.

Artigos Relacionados