Mau tempo provoca queda de árvores
Sábado, Fevereiro 27, 2010

Três árvores de grande porte foram derrubadas esta tarde, em plena Avenida da República, nas Taipas, o que obrigou ao corte do trânsito por mais de quatro horas.

Pouco passava das 15 horas quando a primeira das três tílias que ladeiam a Avenida da República, em frente à Pensão Vilas, cedeu ao mau tempo. Quando os bombeiros taipenses já procediam a sua remoção, num espaço de poucos minutos, caíram outras duas árvores localizadas imediatamente a seguir àquela.

O presidente da Junta de Caldelas, Constantino Veiga, lamentava o facto das inúmeras chamadas de atenção aos serviços municipais vimaraneses, para a necessidade da poda das referidas árvores, “caírem sempre em saco roto”. Ao que nos referiu, ainda no passado dia 19 de Fevereiro, em visita realizada à vila das Taipas pelo engenheiro Jorge Fernandes e pelo vereador Amadeu Portilha chamou a atenção para o problema. Contudo, os responsáveis técnicos pela área do ambiente continuam a defender que a solução não passa pela poda das árvores.

A queda destas três árvores provocou danos nas habitações próximas e em duas viaturas que se encontravam estacionadas no local.

A remoção das árvores do local contou com a colaboração dos bombeiros das Taipas e de um madeireiro local, entretanto solicitado. A GNR esteve no local a coordenar o desvio do trânsito.

Texto: Manuel António Silva