PUB
Manta marca início do mês de aniversário do Centro Cultural Vila Flor
Segunda-feira, Agosto 29, 2016

O Centro Cultural Vila Flor (CCVF) cumpre este mês onze anos. Na reentrada da programação cultural para o próximo ano, durante o mês de Setembro, os destaques vão para o Manta, que pelo décimo ano ocupará o jardim do CCVF.

No primeiro fim-de-semana de Setembro é a música que ocupa lugar de destaque, com a décima edição do Manta. Durante dois dias, o espaço exterior do CCVF receberá concertos de Thurston Moore Group, Capitão Fausto, Alek Rein e Valter Lobo.

“Capitão Fausto Têm os Dias Contados” é o disco que os Capitão Fausto lançaram este ano, que tem merecido elogiosos reparos. Depois de terem passado por vários festivais, com destaque para o Vodafone Paredes de Coura, há alguns dias, a banda de Lisboa passará por Guimarães.

Nos inícios de 2013, na altura em que promoviam o primeiro disco “Gazela”, os Capitão Fausto deram um concerto no Café-Concerto do CCVF. Foi a caminho desse concerto que ficaram bloqueados na auto-estrada e resolveram matar o tempo de espera dando um concerto ali mesmo. Posteriormente, vimo-los por cá no Barco Rock Fest, na edição de 2015. Regressam agora após o terceiro disco.

A abrir o concerto de Capitão Fausto, na sexta-feira, 2 de Setembro, estará Valter Lobo, que se presta a lançar o seu primeiro LP Mediterrâneo, em Outubro, depois antes de ter mostrado ao mundo um primeiro EP – Inverno, em 2012. À delicadeza da voz, Valter junta textos de sensibilidades literárias.

Ao segundo dia, a manta será estendida a Thurston Moore. O grupo, liderado pelo guitarrista dos extintos Sonic Youth, entretanto considerado um dos guitarristas mais influentes dos últimos anos de rock ’n’ roll, virá a Guimarães apresentar o disco Rock ’n’ Roll Consciousness.

O seu trabalho é prolífico o suficiente para baralhar. Tem editado com diversos grupos de músicos e sob diversas designações, sendo o experimentalismo à guitarra uma das marcas distintivas do seu som. O disco novo surge após a edição de The Best Day, de 2014, que o trouxe a Portugal em 2015, ao Primavera Sound.

A abrir para o concerto de Thurston Moore Group estará Alek Rein, que traz consigo o recém-publicado Mirror Lane. Alek Rein é a designação escolhida por Alexandre Rendeiro para mostrar o seu trabalho musical.

A próxima paragem de Setembro no CCVF será a 17, com a apresentação do espectáculo dedicado a Edith Piaf, sob a sensibilidade dos The Tiger Lillies. Este projecto britânico é caracterizado por um estilo muito próprio, que mistura a música com a mímica e o teatro.

O trio tem tido a tarefa de recuperar o património popular da estética do vaudeville e do music hall. Neste espectáculo recuperam o repertório da cantora francesa Edith Piaf, na altura em que se assinala o centésimo aniversário da sua morte.

O mês reserva ainda a apresentação de “A festa (da insignificância)”, com uma coreografia de Paulo Ribeiro. Uma peça que virá vincar o tom festivo que se configura no mês de aniversário no CCVF, num espectáculo que marca também o vigésimo aniversário da companhia do coreógrafo Paulo Ribeiro.

Fotografia: Paulo Pachaco