PUB
Juventude Socialista faz balanço do primeiro ano de mandato do PSD
Quarta-feira, Setembro 27, 2006

JS das Taipas considera ser mais importante para a vila ter um presidente remunerado e a tempo inteiro na Taipas-Turitermas do que um elemento da Junta de Freguesia nas mesmas condições.

O núcleo da Juventude Socialista de Caldas das Taipas elabora aquela que é a sua apreciação sobre o primeiro ano do mandato do PSD. O primeiro após dezasseis anos de governação socialista.

A juventude socialista atenta para o “esquecimento” a que as promessas eleitorais foram votadas. Entre essas promessas, referem o lar de idosos, a ampliação do parque, ou a revitalização dos Banhos Velhos.

Apesar de concordarem que um ano é pouco tempo para a prossecução de qualquer um destes projectos, os jovens socialistas estranham que não tenham sido apresentado quer nas reuniões de junta, quer nas Assembleias de Freguesia “projectos (reais), vontades e intenções para concretizar promessas”.

O comunicado refere ainda a gestão do recinto da feira semanal e das Festas da Vila. A este respeito dizem que a apreciação da qualidade das mesmas tem “carácter subjectivo”, no entanto, relembram o seu peso no orçamento da Junta de Freguesia e concluem: “despender quase ¼ do orçamento anual da junta nestas festas pode ser tudo menos barato”.

O núcleo taipense da Juventude Socialista acusa ainda o executivo da autarquia de não ter sido capaz de delinear uma estratégia para o desenvolvimento das Taipas. O comunicado refere ser fundamental preparar a vila para “dinâmicas e alterações que o seu meio irá denotar” e refere-se aos efeitos que o AvePark poderá ter para o desenvolvimento da vila, nomeadamente em termos de construção de habitação e serviços de qualidade.

Nesta sequência e dentro do sector do turismo, a JS faz referência ao papel que julga dinamizador por parte da Taipas-Turitermas: “responsável pela gestão de um dos eixos estratégicos para o desenvolvimento sustentado das Taipas”.

Os responsáveis pela JS defendem ser necessário ter um presidente a tempo inteiro à frente da cooperativa e, em comparação, julgam ser bem mais importante para as Taipas um presidente remunerado na Taipas-Turitermas do que um membro remunerado na Junta de Freguesia.

Texto: Paulo Dumas

________________________________

COMENTÁRIOS A ESTA NOTÍCIA

Será que os jovens socialistas estão a pretender abrir caminho para mais um “tacho” para a sua mais recente aquisição?
Na apreciação efectuada não lhes teria ficado mal pronunciarem-se sobre o relacionamento C.M.G./Junta de Caldelas (com isenção, claro).
Sobre a questão do 1/4 do orçamento da Junta para as festas da Vila, já foram apresentadas contas, para concluirem que aquelas levam, efectivamente, 1/4 do seu orçamento; ou se, pelo contrário, tal investimento teve o respectivo retorno? E qual?
Isso, sim, contribuiria para dar alguma credibilidade e “proveito” às suas apreciações. Caso contrário, poderemos ser tentados a achar que apenas fazem oposição “barata”.
Joaquim Ribeiro 27-09-2006 8:35h

Concordo. Deve ganhar o presidente da Taipas-Turitermas, os três membros da Junta, o presidente da Assembleia, e os Presidentes do CART, do C.C.Taipas, da Banda Musical, dos Bombeiros, da Associação Reflexo, das Associações de Pais, da Comissão de Moradores da Charneca, da Juventude Socialista e todos os mais que, desinteressada e abnegadamente, servem as instituições. Mais, a transferência de verbas, deve ser feita, directamente do bolso dos contribuintes, para os recebedores, de forma a não haver intermediários. “Fim de (ex)citação”.
António Joaquim Oliveira  28-09-2006  14:00h

Caros senhores, relembro-os que a gestão do parque e dos banhos velhos está a ser assegurada pelo PS de Guimarães… Nesse sentido é-nos impossível mexer com esse tipo de infra-estruturas. Porem, os senhores por alturas das autárquicas apregoavam que “desejavam o melhor para a vila” mas, volvido um ano, os senhores criticam e inviabilizam junto do vosso presidente de câmara os projectos apresentados quer pela junta, quer pela JSD. Assim, tudo aquilo que diziam cai por terra… O Lar também foi vossa promessa e garantiram-me que mesmo que perdessem nos iriam ajudar. Isso não se viu. Tenho pena é que a JS que, aliás, entendo ser dirigida por pessoas bem formadas (Luís Soares) tenha estas posições inqualificáveis. Realmente tenho pena. Lembro-lhes que há um ano eram os senhores a gerir estas situações e nunca deram respostas… Devemos ser sobretudo pessoas que queremos o melhor para a nossa terra mas, isso não se tem visto da vossa parte…
Tenho pena…
Carlos Silvério   30-09-2006   16:08h

Artigos Relacionados