PUB
José das Neves Machado tomou posse para o seu oitavo mandato na direção dos BVCT
Sábado, Janeiro 25, 2014

Requalificar o auditório, intervir no mausoléu e apostar na renovação da frota são as três áreas de intervenção da nova direção dos bombeiros de Caldas das Taipas

A tomada de posse dos órgãos sociais eleitos no passado dia 28 de dezembro ocorreu no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários das Taipas, na manhã do dia 25 de janeiro. No final da sessão pública, Neves Machado deu conta das três grandes áreas de atuação da nova direção para este mandato.
A primeira área passa pela requalificação ou reabilitação do auditório. O presidente da direção dos bombeiros referiu que num encontro com Domingos Bragança, presidente da Câmara, este terá manifestado a vontade de serem os bombeiros a assumir a exploração das novas piscinas que estão contempladas no projeto da Taipas Termal: “A Câmara pretende, deste modo, não proporcionar somente um apoio aos bombeiros mas também dar esta parceria como um exemplo do que deve ser a colaboração entre as instituições nas Taipas”. Neste enquadramento, como acrescentou Neves Machado, a intervenção no espaço do auditório também poderia passar pela parte inferior onde está localizada a piscina, “libertando essa área teríamos um espaço muito maior de intervenção e outros estudos poderiam ser feitos.”

A renovação da frota é outra área de intervenção que se revela prioritária. De acordo com Neves Machado a frota não está bem equilibrada e deverá ser redimensionada. Em articulação com o comando, defende que se deverá proceder ao abate de alguns veículos e à aquisição de outros, de forma a ter uma frota mais pequena mas mais eficaz e com outra capacidade de resposta às necessidades da corporação.

Finalmente, o terceiro objetivo desta direção será proceder a uma intervenção no mausoléu dos bombeiros existente no cemitério da vila. O presidente da direção referiu que, “para os que acompanham, pelo menos, a romagem anual ao cemitério, constata que se trata de obra premente, o edifício e o espaço já não apresentam a dignidade merecida. A hipótese de permuta que se levantou, penso que não será a melhor solução. Assim, temos de levar a cabo uma intervenção neste espaço”. Neste âmbito, e pelas informações entretanto recolhidas, tudo indica que a própria Junta de Freguesia tem intenção de colaborar nesta reabilitação.

Já no final da sua intervenção, Neves Machado afirmou que muito brevemente teria em sua posse todos os protocolos oficiais que existem entre a Câmara Municipal de Guimarães e as corporações de bombeiros de Caldas das Taipas e de Guimarães. Com esses documentos, a direção poderá verificar as diferenças que existem entre estas duas corporações quanto a esses apoios prestados pela Câmara. Neves Machado acrescentou que o presidente da Câmara Municipal de Guimarães terá manifestado a disposição de proceder de idêntica forma para as duas corporações, em termos de apoios: “Da nossa parte, só queremos que esses apoios sejam de acordo com a nossa área de atuação e responsabilidade. Temos a certeza que não representamos apenas um terço do território no âmbito da proteção civil de Guimarães como a Câmara pensa, mas sim três quartos, o que é muito diferente. Temos menos território mas temos mais zonas de risco, da nossa responsabilidade. Assim, procedendo de uma forma mais justa, no futuro, deixa de haver motivos para atritos entre as corporações e a Câmara”.
A parte final da manhã ficou ainda marcada por uma visita, por parte do novo elenco diretivo e comando, à Unidade Local de Formação, em Souto Santa Maria.

Artigos Relacionados