PUB
JSD Taipas questiona critérios das transferências da Câmara Municipal
Segunda-feira, Novembro 13, 2006

Na lista de transferências para as freguesias, o orçamento camarário para 2007 atribui a Caldelas uma verba de 8.740 euros – 1,92% dos 455 mil euros inscritos naquela rubrica.

A Juventude Social-Democrata de Caldas das Taipas vem a público, através de um comunicado dirigido às redacções, manifestar a sua preocupação com as anunciadas verbas destinadas a transferências directas da Câmara Municipal de Guimarães para as Juntas de Freguesia e em particular com os critérios que estiveram na base desta distribuição de verbas.

A lista das verbas a distribuir pelas freguesias foi conhecida através do Plano e Orçamento para 2007, que o executivo da Câmara Municipal apresentou na última reunião. O documento foi, na altura, aprovado com o voto de reprovação por parte dos eleitos do PSD e abstenção da CDU.

A freguesia de Caldelas receberá uma verba de 8.740 euros, que deverão servir para obras na freguesia. A lista de transferências de verbas para as freguesias é idêntica à do ano passado.

A JSD das Taipas questiona-se sobre quais os critérios que sustentaram as diversas fatias do bolo de transferências para as freguesias, que soma um total de cerca 455 mil euros. O número de eleitores, o estatuto de vila ou a área, foram alguns dos critérios possíveis que foram analisados pelos sociais-democratas.

A organização diz não entender os critérios utilizados pela Câmara Municipal, a quem acusam de discriminação, numa resposta aos resultados e derrotas eleitorais. Segundo a JSD-Taipas, esta será a forma encontrada para limitar a actuação da Juntas de Freguesia e para “alterar maus resultados [para o PS] no futuro”.

O comunicado conclui ainda que “as vilas do concelho têm que funcionar como centros complementares à centralidade da cidade”, entendendo a JSD não ser possível suportar uma “política de arrasto e anti-descentralização”.

À parte do comunicado emitido pela JSD, refira-se, com base na lista das transferências que consta no orçamento camarário, em dados disponíveis no Instituto Nacional de Estatística e nos últimos dados do número de eleitores publicados em Diário da República, a freguesia de Caldelas, em relação ao concelho de Guimarães, ocupa o 17.º lugar na lista de transferências, sendo a 42.ª em termos de área, mas a sétima em termos de densidade populacional. Em número de eleitores ocupa o terceiro lugar.

A freguesia com a transferência mais choruda será a de S. Torcato – receberá 15.179 euros, sendo a freguesia com maior área do concelho, décima sétima em termos de eleitores e cuja Junta de Freguesia é PSD.

Texto: Paulo Dumas
Foto: arquivo

Artigos Relacionados