PUB
Instalações do antigo Mercado servirão de sede provisória
Segunda-feira, Agosto 8, 2005

Dois espaços inactivos do mercado(Talho Vitelas e Peixaria) serão cedidos ao agrupamento

O Agrupamento do Corpo Nacional de Escutas (CNE) das Taipas reuniu, no passado dia 29 de Julho, todos os escuteiros (ou quase todos) e seus familiares na zona circundante do antigo Mercado, onde realizaram um Convívio de Encerramento do Ano Escutista. Foram relembrados, por projecção de vídeo, muitas actividades realizadas durante o ano corrente, bem como, de anos anteriores. Foi um convívio muito participado, principalmente pelos muitos pais e familiares dos elementos do activo escutista das Taipas.
Ficamos ainda a saber que dois espaços inactivos daquela zona (Talho Vitelas e Peixaria) serão cedidos ao agrupamento (a título provisório) para aí poderem dar continuidade ao trabalho que têm vindo a desenvolver durante os seus 26 anos de existência. Realce ainda para o facto das intervenções necessárias de adaptação daqueles espaços virem a ser suportadas pela Câmara Municipal. Quanto ao futuro, quando o Centro Paroquial estiver concluído, há ainda muitas reservas e incertezas no discurso dos dirigentes do Agrupamento, relativamente ao facto de poderem, ou não, a vir a ter um espaço próprio como até há bem pouco tempo tinham.

Manuel António Silva
mas@reflexodigital.com

Drave: “ A Aldeia mágica”……
Nós tivemos lá

No âmbito de um projecto em conjunto com o Círculo Norte do Núcleo de Guimarães, nos dias 22, a 24 de Julho, partimos atrás de mais uma aventura, para uns, ainda desconhecida, para outros, um reviver da experiência: Drave.
O nosso agrupamento esteve representado por 12 elementos, e um chefe de secção.
De mochila às costas e com um sorriso nos lábios partimos das Taipas em direcção à Serra de S. Macário. Após algumas horas de caminhada, chegamos ao local do acampamento às 2.30 h da madrugada e só no amanhecer do dia é que pudemos realmente verificar a beleza que nos rodeava.
Entre muitas actividades durante estes três dias fica agora a nostalgia, e o pensar que o tempo foi curto de mais, e que, … lá iremos voltar.
Para quem desconhece, Drave é uma pequena aldeia perdia num vale entre a Serra da Freita e a Serra de S. Macário, pertencentes ao concelho de Arouca, que esta a ser reconstruída pelo C.N.E, tornando-se, assim, na Base Nacional da IV Secção.
Apesar das grandes caminhadas, e grande esforço para chegar a Drave, pois o acesso é muito limitado, lá chegados ficamos com a sensação que a aldeia é mesmo mágica: afinal é a “nossa” aldeia.

C.N.E. – IV Secção do Agrupamento nº 666 – Caldas das Taipas

Artigos Relacionados