PUB
Informações que circulam via e-mail sobre utilização invertida do PIN são falsas
Quarta-feira, Março 14, 2007

Quem o afirma é a Sociedade Interbancária de Serviços (SIBS), em forma de comunicado, com data do passado dia 6 de Março. O referido comunicado surge na sequência de mensagens electrónicas, via e-mail que alertam para a utilização invertida do código secreto dos cartões (PIN) como forma de alertar as autoridades policiais em caso de […]

Quem o afirma é a Sociedade Interbancária de Serviços (SIBS), em forma de comunicado, com data do passado dia 6 de Março.

O referido comunicado surge na sequência de mensagens electrónicas, via e-mail que alertam para a utilização invertida do código secreto dos cartões (PIN) como forma de alertar as autoridades policiais em caso de tentativa de assalto.

O e-mail de alerta que circula na internet sobre o assunto e que através deste comunicado a SIBS contraria, refere que caso o código secreto seja digitado de forma invertida – “por exemplo, se o seu código for 1234, digite 4321”, a máquina reconhece que o código está invertido de acordo com o cartão que acabou de inserir e, apesar de dar a quantia de dinheiro digitada (sem conhecimento do assaltante) é accionada de imediato comunicação do assalto a uma fonte policial.

A SIBS, entidade que gere a rede Multibanco, desmente categoricamente este procedimento relativamente às caixas Multibanco. Diz ainda, no mesmo documento, não ter “informação sobre a implementação desta técnica em qualquer país europeu ou de qualquer outro continente”.

No comunicado a SIBS aproveita para relembrar as boas regras de gestão do código secreto do cartão na rede Caixa Automático Multibanco. Assim, entre outros, recomenda que “nunca, em circunstância alguma, divulgue o código secreto (PIN)”. Este é pessoal e intransmissível e deverá ser memorizado.

Texto: Manuel António Silva

Artigos Relacionados