PUB
Incêndio destruiu edifício histórico na Rua da Liberdade em Guimarães
Segunda-feira, Outubro 24, 2016

Ao final de domingo 23 soaram os alarmes para um incêndio na zona tampão do centro histórico de Guimarães. A Casa de Simães foi completamente consumida pelas chamas.

Ao início da noite de domingo 23, a sirene dos Bombeiros Voluntários das Taipas soou e de seguida várias viaturas sairam em direcção à cidade para auxiliar ao combate de um violento incêndio, na Rua da Liberdade.

Passava meia hora das 18, quando foi dado o alarme e foram necessárias duas horas para o incêndio ser dado como extinto, passando à fase de rescaldo.

Não se conhecem as causas do acidente que consumiu totalmente o velho edifício da Casa de Simães. Sabe-se que a casa tinha sido intervencionada recentemente. No momento do incêndio não havia ninguém no interior da casa.

As muitas testemunhas oculares que se deslocaram ao local descreviam um cenário que aparentava ser pior do que o que se veio realmente a verificar, muito pela acção pronta e eficiente dos bombeiros e outras autoridades envolvidas.

Não se registaram vítimas, sendo de lamentar a destruição integral da Casa de Simães, um edifício histórico localizado na Rua da Liberdade, numa área de edificações antigas, construídas com materiais facilmente inflamáveis.

Estiveram envolvidas as corporações das Taipas, de Guimarães e de Vizela. A Polícia de Segurança Pública e a Protecção Civil desmobilizaram meios para apoio na operação de acompanhamento e resolução do sinistro.

Fotografia: Tomás Pedro

Artigos Relacionados

Incêndio numa habitação em Sande (S. Clemente) danificou habitação mas não provocou feridos
Segunda-feira, Janeiro 18, 2016

Lareira de uma habitação terá provocado o incêndio. Os danos foram confinados àquela divisão da habitação e ao telhado, que foi parcialmente removido para evacuação do fumo.

Um incêndio deflagrou ontem durante a tarde, numa habitação na Rua das Bouças, na freguesia de Sande (S. Clemente). Os Bombeiros Voluntários das Taipas receberam o alerta por voltas das 16 horas, tendo feito deslocar três viaturas em socorro ao sinistro.

O incêndio teve origem numa lareira da habitação. A eficácia da intervenção dos bombeiros evitou que os danos provocados pelo incêndio se alastrassem dentro da habitação.

O incêndio provocou alvoroço na vizinhança daquela habitação, que acorreu ao local e ajudou na prestação do auxílio. Não houve feridos com gravidade a registar, um dos habitantes da casa foi socorrido no local pelos bombeiros, que deram o incêndio como extinto faltavam poucos minutos para as 17 horas.

Foto DR

Artigos Relacionados

Incêndio provoca danos em habitação nas Taipas
Quarta-feira, Dezembro 3, 2014

Um incêndio provocou danos numa habitação, nas Taipas, no final do dia desta terça-feira, 2 de dezembro.

O alerta foi dado para os bombeiros das Taipas por volta das 19.15 horas. Uma habitação, na Rua de Santo António, nas Taipas, ficou com parte do telhado danificado, bem como do seu primeiro piso, na sequência de um incêndio que terá tido origem, ao que tudo indica, numa lareira.

Os bombeiros taipenses fizeram deslocar para o local 20 homens e 4 viatura. O fogo foi dado como extinto cerca das 20.30 horas. Até essa altura, o trânsito esteve interrompido naquela rua.

Artigos Relacionados

Incêndio em habitação em S. Lourenço de Sande
Quarta-feira, Dezembro 4, 2013

Os bombeiros das Taipas foram chamados a combater um incêndio, na madrugada desta 4ª feira, numa habitação em S. Lourenço de Sande.

O alerta foi dado para os bombeiros das Taipas por volta das 2.15 horas. Para o local, junto à Igreja de S. Lourenço de Sande, foram deslocados vinte homens e seis viaturas.

Na habitação encontrava-se o casal de proprietário que, apesar do susto, não sofreu quaisquer ferimentos. Um anexo e várias divisões do primeiro piso da casa, bem como duas viaturas que se encontravam no local, foram completamente consumidas pelas chamas.

O fogo foi dado como extinto cerca das 5.30 horas. No local também esteve a GNR das Taipas.

Artigos Relacionados

Incêndio em apartamento destrói cozinha
Segunda-feira, Dezembro 17, 2012

Um incêndio num apartamento, nas Taipas, danificou a cozinha e levou mãe e filho ao hospital de Guimarães.

O alerta foi dado para os bombeiros das Taipas ao início desta tarde, eram 13.40 horas e o fogo deflagrou na cozinha de um apartamento, no terceiro andar de um edifico da Rua Nossa Senhora de Fátima, nas Taipas.

Móveis e electrodomésticos daquela dependência do apartamento ficaram danificados pelas chamas.

Mãe e filho, que se encontravam no local, pela grande quantidade de fumo inalado, tiveram de ser transportados ao Hospital de Guimarães.

Os bombeiros das Taipas mobilizaram para o local, três viaturas e dez homens.

Em meia hora, o incêndio estava extinto.

 

 

GARAGEM ARDEU EM PONTE

No dia de ontem os bombeiros taipenses também foram chamados, por volta das 17 horas, a intervir num incêndio ocorrido numa garagem, em Ponte.

A origem do sinistro terá acontecido numa caldeira que se encontrava no local e as chamas ainda destruíram parte de uma viatura.

Por inalação de fumos, foram transportadas duas pessoas ao hospital de Guimarães.

Três viaturas e nove homens foram os meios disponibilizados pelos bombeiros taipenses para a ocorrência.

Artigos Relacionados

Incêndio em Longos já entrou em fase de rescaldo (FOTOS)
Quinta-feira, Outubro 13, 2011

Os bombeiros das Taipas estiveram, durante a tarde de hoje, a combater um incêndio florestal em Longos – Guimarães.

O alerta foi dado pelas 14.20 horas e de imediato os bombeiros taipenses meteram pés ao caminho para o combate a um incêndio florestal que deflagrou em Longos, mais precisamente na estrada que liga aquela freguesia até à Falperra.

A corporação taipense deslocou para o local 7 viaturas e 39 homens que contaram ainda com a ajuda de uma viatura e 3 bombeiros da corporação de Riba d’Ave.

O vento forte que se fez sentir durante a tarde acabou por dificultar o trabalho dos bombeiros que tiveram de dedicar especial atenção a duas habitações que estiveram em perigo.

Perto das 18 horas, Hermenegildo Abreu, comandante dos bombeiros das Taipas, dava o fogo como extinto e partia, com os seus homens para a fase de rescaldo.

Sobre a origem deste incêndio, Hermenegildo Abreu não teve grandes dúvidas em apontar para “mão criminosa” sustentando a sua suspeita no facto do fogo ter tido origem em vários focos, situados em lados diferentes da estrada que leva até à Falperra. O comandante taipense sustenta ainda que, no total, possa ter ardido uma área florestal a rondar os três hectares.

Artigos Relacionados

Incêndio em Escola do 1º Ciclo
Quinta-feira, Outubro 4, 2007

Deflagrou há instantes, um pequeno incêndio na sala de informática da Escola EB1/JI Deserto em Santo Tirso de Prazins. O alerta foi dado aos Bombeiros das Taipas cerca das 10.45 horas. Para o local foram deslocadas 3 viaturas e 11 bombeiros que de imediato evacuaram o local. Tudo indica que na origem deste pequeno incêndio […]

Deflagrou há instantes, um pequeno incêndio na sala de informática da Escola EB1/JI Deserto em Santo Tirso de Prazins.

O alerta foi dado aos Bombeiros das Taipas cerca das 10.45 horas. Para o local foram deslocadas 3 viaturas e 11 bombeiros que de imediato evacuaram o local.

Tudo indica que na origem deste pequeno incêndio possa ter estado um curto-circuito. A situação, às 11 horas, já estava controlada e terminada.

Artigos Relacionados

Incêndio numa habitação em Sta. Leocádia de Briteiros
Quarta-feira, Abril 18, 2007

Não ganhou para o susto o casal de idosos que habitam uma casa, em Sta. Leocádia de Briteiros, onde esta manhã deflagrou um pequeno incêndio. Os bombeiros das Taipas foram alertados pouco passava das 10 horas e cerca de uma hora depois, já tinham a situação controlada. Ao que tudo indica as chamas terão tido […]

Não ganhou para o susto o casal de idosos que habitam uma casa, em Sta. Leocádia de Briteiros, onde esta manhã deflagrou um pequeno incêndio.

Os bombeiros das Taipas foram alertados pouco passava das 10 horas e cerca de uma hora depois, já tinham a situação controlada.

Ao que tudo indica as chamas terão tido início na lareira da habitação e rapidamente se propagaram ao rés-do-chão da mesma. Valeu a pronta intervenção dos bombeiros taipenses a evitar consequências mais danosas.

Apenas se registaram danos materiais.

Estiveram presentes no local, 3 viaturas de combate a incêndios e uma ambulância dos Bombeiros das Taipas.

Artigos Relacionados

Incêndio no centro da vila
Segunda-feira, Novembro 6, 2006

Um prédio de três andares ficou parcialmente destruído pelas chamas, em pleno centro da vila das Taipas.

Cerca das 14 horas de Sábado (4 Novembro) foi dado o alerta. As chamas já consumiam as traseiras de um prédio de tês andares no centro das Taipas.

O incêndio consumiu praticamente tudo o que existia nos dois pisos superiores do edifício, onde vivia um idoso que, à hora da ocorrência, se encontrava no rés-do-chão do mesmo, onde funcionava o Snack-Bar / Restaurante S. Pedro.

Em consequência das chamas que deflagraram nos pisos superiores, quer o restaurante, quer o snack-bar, sofreram também bastantes danos materiais.

O incêndio foi combatido por 33 bombeiros das Taipas e 3 de Guimarães. Foram deslocadas para o local um total de 11 viaturas (10 das das Taipas e 1 de Guimarães).

No decurso desta intervenção, um bombeiro taipense, ficou ligeiramente ferido num braço, fruto da queda de uma telha, tendo sido prontamente assistido.

Perto das 17.15 horas, o incêndio era dado como extinto.

Artigos Relacionados