PUB
IPPAR não permite abertura do túmulo de D. Afonso Henriques
Quinta-feira, Julho 6, 2006

Um grupo de investigadores tinha agendado para esta tarde, pelas 17 horas, a abertura do túmulo onde se encontram os restos mortais de D. Afonso Henriques. Tal, não vai ser possível porque o IPPAR cancelou a operação, tendo marcado para esta tarde um esclarecimento, em forma de comunicado, sobre o assunto. Em causa está um […]

Um grupo de investigadores tinha agendado para esta tarde, pelas 17 horas, a abertura do túmulo onde se encontram os restos mortais de D. Afonso Henriques.

Tal, não vai ser possível porque o IPPAR cancelou a operação, tendo marcado para esta tarde um esclarecimento, em forma de comunicado, sobre o assunto.

Em causa está um estudo científico a realizar por este grupo de investigadores que, ao fim e ao cabo, pretende saber qual era a fisionomia de D. Afonso Henriques, o primeiro rei de Portugal.

Sabe-se que no interior do túmulo estão depositadas duas pequenas urnas de madeira, bastante degradadas. Desconhece-se, porém, a quem pertencerá uma delas. Ao que tudo indica, poderá ser de D. Mafalda, esposa de D. Afonso Henriques.

Artigos Relacionados