PUB
Guimarães celebra o teatro com mais uma edição dos Festivais Gil Vicente
Sexta-feira, Maio 23, 2014

Como já é tradição em Guimarães, o mês de Junho é o mês do teatro. São duas semanas de programação, de 5 a 15 de Junho, com o que de melhor se faz em teatro

Os Festivais Gil Vicente oferecem, na edição deste ano, uma programação que promete chegar a vários públicos. Há teatro para todos os gostos: os intemporais textos clássicos, as companhias irreverentes de personalidade forte, os textos contemporâneos dos melhores dramaturgos do nosso tempo. São duas semanas em que Guimarães se transforma num teatro disperso de celebração desta arte milenar.
O festival abre no dia 05 de Junho, às 22h00, com “A Tempestade” de Shakespeare, na Black Box da Fábrica ASA, trazido pelos galegos da Voadora. Na noite seguinte, 06 de Junho, às 22h00, é a vez da Black Box da Plataforma das Artes e da Criatividade acolher o espetáculo “OZZZZZ”, de Alfredo Martins, uma peça musical em que o clássico “Feiticeiro de Oz” é deslocado para o contexto contemporâneo. No sábado, 07 de Junho, novamente na Black Box da Fábrica ASA, haverá a peça “Trahisons”, com texto original de Harold Pinter, Prémio Nobel da Literatura em 2005

Na semana seguinte, é a vez do Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor receber os Festivais Gil Vicente. No dia 12 de Junho, às 22h00, com “Tartufo”, uma das mais famosas comédias de Molière, pela mão da Companhia de Teatro de Almada. Na noite de sexta-feira, 13 de Junho, às 22h00, no Pequeno Auditório do Centro Cultural Vila Flor, é apresentado outro texto de um grande dramaturgo contemporâneo: “Demónios”, de Lars Norén, com encenação de Nuno Cardoso, e produção da companhia Ao Cabo Teatro. A fechar os Festivais Gil Vicente, Guimarães vê subir ao palco a peça “Na Solidão dos Campos de Algodão”, do Teatro Oficina, na Black Box da Fábrica ASA, nos dias 14 e 15 de Junho, às 22h00 e 17h00, respectivamente.