PUB
Gualterianas – uma Festa de todo o Concelho
Quinta-feira, Julho 23, 2015

No fim de semana que inclui o primeiro domingo de agosto, como sucede há 109 anos, Guimarães vai viver as nossas Festas Gualterianas assim denominadas em honra do seu Santo Padroeiro S. Gualter.

Foi em 1906 que o comerciante João de Melo, Presidente da então Associação Comercial, criou as Gualterianas com o objetivo de atrair a visita das populações das cidades vizinhas e animar o comércio. Mas é no ano seguinte, com o primeiro desfile da então denominada “Marcha Milaneza”, por ser inspirada num cortejo italiano semelhante a que assistira o Padre Gaspar Roriz em Milão, que as Gualterianas se consolidam como um momento alto de bairrismo, unindo todas as classes sociais e residentes na cidade e freguesias.

As Gualterianas são, pois, uma festa de todo o concelho, com o povo vimaranense a assistir nas ruas aos desfiles do Cortejo do Linho e da Batalha das Flores, aos concertos das bandas no Coreto da Alameda e ao inigualável cortejo da Marcha Gualteriana no encerramento das Festas, referência em todo o país.

As Gualterianas foram sempre a expressão do nosso melhor sentimento bairrista. Ao longo da história, as suas comissões organizadoras foram lideradas pela Associação Comercial, pela Associação “Convívio”, pela Irmandade de S. Gualter, pela Junta de Turismo, por grupos informais de vimaranenses bairristas, sempre com o apoio do Município através de representação nessas comissões da Câmara Municipal.

Nas décadas mais recentes, a Câmara Municipal assumiu a responsabilidade da organização das festas, em colaboração com várias associações como a ACIG, a “Muralha”, a Cooperativa Agrícola, a Associação Artística da Marcha, a “A Oficina”, entre outras, procurando que correspondam à sua tradição e que continuem a ser uma atração para a população de todo o Município e terras vizinhas, até porque o crescendo da sua notoriedade e atração já ultrapassa em muito as fronteiras da cidade e do concelho.

De 31 de julho a 03 de agosto, Guimarães voltará a viver, com entusiasmo, as suas Festas Gualterianas, fruindo nas nossas ruas e praças a alegria, o recreio, a cultura, o convívio, num profundo sentimento gualteriano e vimaranense.

Vereador da Cultura da Câmara Municipal de Guimarães