Governos europeus não arriscam sobre o avanço do Instituto Europeu de Investigação
Sexta-feira, Março 24, 2006

O Instituto Europeu de Investigação encontra-se num impasse político, depois dos representantes dos estados-membros se terem reunido na Cimeira da Primavera. Para já há apenas traços gerais e um modelo de referência – o Massachussets Technology Institute (MIT), nos EUA.

Os líderes governamentais reunidos na Cimeira da Primavera preferem não avançar muitos pormenores acerca do Instituto Europeu de Investigação. Ao que tudo indica, decisões sobre esta matéria só deverão ser tomadas na Cimeira de Junho.

Não há ainda pormenores muito concretos sobre a forma como o instituto deverá funcionar. Neste aspecto, as opiniões dividem-se. Por um lado, há quem defenda que o instituto europeu deverá ser uma plataforma de gestão e acompanhamento dos projectos de investigação na Europa e sem ter uma estrutura física. Por outro lado, há quem defenda a criação de uma estrutura que concentre todas as actividades.

Outro aspecto é que o instituto se deva dedicar a projectos de investigação na área da energia e ambiente, sociedade de informação e nanotecnologias. A sua estrutura deverá ser organizada a partir de uma representação governamental, juntamente com cientistas e empresários. O orçamento anual deverá rondar o milhão de euros que será mantido pela União Europeia, estados-membros e companhias privadas.

Texto: Paulo Dumas

PUB

Artigos Relacionados