PUB
Executivo votou favoravelmente indemnização por sinistro ocorrido na rua Santo António
Quinta-feira, Novembro 13, 2014

Em reunião de Câmara do dia 13 de novembro foi votada uma indemnização de 292,96€ por danos provocados a uma taipense por uma sarjeta de águas pluviais sem grade

O sinistro aconteceu a 9 de setembro de 2013 quando Helena Araújo circulava no passeio da rua de Santo António, em Caldas das Taipas. De acordo com os factos apurados, ao desviar-se dos peões que transitavam no sentido contrário e na impossibilidade de circularem em simultâneo, terá obrigado Helena Araújo a descer para a rua, tendo torcido o pé numa sarjeta de águas pluviais que se encontrava sem a respetiva grade.

O departamento de obras municipais só teve conhecimento desta anomalia depois do acidente e procedeu à sua reparação. A companhia de seguros declinou o sinistro por não estar coberto pela apólice de responsabilidade civil. O já referido departamento da Câmara entendeu solicitar ao vimaranense o pagamento da indemnização. O valor em causa prende-se com o transporte de ambulância, consulta de ortopedia, fisioterapia e matéria ortopédico.

A proposta foi aprovada por unanimidade tendo a Coligação Juntos por Guimarães apresentado uma declaração de voto onde sustentam o seu sentido de voto favorável “exclusivamente para não introduzir um fator de desconfiança técnica relativamente ao cálculo da indemnização fixada” referindo ainda que são conhecedores que a “cidadã em causa não se considera devida e justamente ressarcida da lesão que sofreu”. No mesmo documento sustentam que na sequência do referido sinistro podem ter resultado outras consequências “mais gravosas” apelando a que a Câmara Municipal proceda a uma “revisão da indemnização arbitrada, por forma a que a mesma possa corresponder aos anseios que sejam legítimos desta cidadã”.

Artigos Relacionados