Ex-aluno de biologia da UMinho estuda cura para o cancro da pele
Quinta-feira, Agosto 4, 2016

De acordo com um estudo publicado na revista Nature o sistema imunitário do corpo humano poderá ser orientado no sentido de curar melanomas. Noel Miranda, ex-aluno da Universidade do Minho faz parte da equipa que fez a descoberta.

Um investigador do Centro Médico da Universidade de Leiden, na Holanda, antigo aluno da Universidade do Minho está no encalce do que acredita poder ser a cura para o melanoma, uma espécie de doença oncológica da pele.

Noel Miranda, 34 anos, licenciou-se em Biologia Aplicada na Universidade do Minho publicou um artigo em co-autoria na revista Nature. A equipa da qual faz parte juntamente com outros investigadores acredita que será possível tratar o cancro da pele através da activação do sistema imunitário do próprio paciente.

No artigo a equipa da Universidade de Leiden prova que o sistema imunitário obriga os tumores a adaptarem-se e ganharem resistências graças a alterações genéticas, abrindo portas ao desenvolvimento de terapias mais eficientes, realça o cientista Noel Miranda.

Durante um período de mais de dez anos, um grupo de pacientes com melanoma em estado avançado foi acompanhado num tratamento de estímulo dos mecanismos de defesa do corpo humano. Desse estudo concluiu-se que os tumores tendem a adaptar-se a médio prazo, alterando-se geneticamente.

Em Portugal surgem 1.000 novos casos de melanoma por ano. “A incidência dos vários tipos de cancro da pele tem vindo a aumentar devido, essencialmente, à mudança de comportamentos a favor de uma exposição aos ultravioleta exagerada ou inadequada”, realça o cientista natural da Póvoa de Varzim.