PUB
Estratégia nacional para as florestas em fase de discussão
Quinta-feira, Março 23, 2006

Apresentado no passado dia 21 de Março, o documento de referência para a floresta portuguesa encontra-se em fase de discussão.

O documento apresentado, da responsabilidade da Direcção-Geral dos Recursos Florestais, conta com a colaboração do especialista Luís Constantino, que é também perito do Banco Mundial.

A Estratégia Nacional para as Florestas faz um enquadramento e aponta direcções estratégicas para o sector das florestas. O documento servirá de base para a programação financeira do Quadro de Referência Nacional para o período 2007-2013.

A prioridade é, a curto prazo, reduzir os riscos associados à floresta. Num cenário de médio prazo, há que fomentar a competitividade do sector florestal. As linhas estratégicas apresentadas no documento passam por quatro pontos. Em primeiro lugar, pela especialização do território segundo áreas funcionais, isto é, por exemplo, áreas de produção lenhosa, usos mistos de áreas florestais (pastagem, caça, recreio), ou ainda áreas protegidas.

Um segundo ponto passa pela redução dos riscos de incêndio, através, nomeadamente, de medidas de aproveitamento da biomassa florestal para a produção de energia.

Os pontos seguintes fazem referência à redução de riscos associados a pragas e propõe, ainda, que um pilar da estratégia seja melhorar a informação disponível e a capacidade de recolher e processar essa informação.

O documento está disponível no site da Direcção-Geral dos Recursos Florestais, que tem também uma conta de e-mail para a recepção de participações na discussão do documento.

Direcção-Geral dos Recursos Florestais

Endereço de e-mail para participações
estrategia@dgrf.min-agricultura.pt

Texto: Paulo Dumas

Artigos Relacionados