PUB
Estafeta irá unir as cidades de Braga e Guimarães em prova de cariz solidário
Terça-feira, Março 15, 2016

A Estafeta da Amizade irá acontecer no final de Maio e ligará as cidade de Braga e Guimarães. Esta é a primeira edição da prova e as receitas das inscrições reverterão a favor das CERCIs de Braga e de Guimarães.

Foi hoje apresentada publicamente a Estafeta da Amizade uma prova de atletismo, em estafeta, que ligara as cidades de Braga a Guimarães. A estafeta esta marcada para o próximo dia 29 de Maio, com partida do Estádio 1.º de Maio e chegada na Alameda Dr. Alfredo Pimenta.

A prova estará dividida em segmentos de 5 quilómetros. Os testemunhos serão transmitidos em Trandeiras (aos 5Km), em Portela/Balazar, na fronteira administrativa dos dois concelhos (aos 10Km) e em São João de Ponte (aos 15Km). As atletas Dulce Félix e Jéssica Araújo serão as madrinhas da primeira edição da Estafeta da Amizade.

Para Paulo Costa, um dos promotores da iniciativa, o desporto e a solidariedade são os melhores motivos para aproximar os territórios dos dois concelhos, incentivando esta forma a coesão territorial da região.

A Estafeta da Amizade tem um propósito solidário. As receitas conseguidas através das inscrições reverterão para as CERCIs de Guimarães e de Braga. As inscrições estão limitadas a 2000 participantes, ou seja, 500 equipas. Cada equipa será constituída por quatro elementos e é obrigatória a participação de duas mulheres e dois homens.

Ainda de acordo com o responsável pela Global Sport, entidade que organizou várias provas de atletismo, entre outros eventos, a partir da conjugação dos vários aspectos envolvidos na iniciativa – políticos, solidários e académicos, é de esperar que uma participação maciça.

Durante a manhã do domingo, 29 de Maio, a Estrada Nacional 101 estará cortada. Para garantir a segurança naquela via, a organização envolveu tanto as polícias municipais dos respectivos concelhos, como a PSP e garante ainda o transporte dos concorrentes ao longo do percurso.

Esta não é uma iniciativa inédita. A Associação Académica da Universidade do Minho organizou já uma corrida idêntica, com o objectivo de unir os polos da Universidade do Minho nas duas cidades, lembrou o presidente da associação – Bruno Alcaide. A AAUM é uma das entidades que faz parte consórcio desta organização.

Para o responsável da AAUM a promoção do desporto e da intervenção social fazem parte da missão da associação académica. Bruno Alcaide defendeu ainda que a aproximação estratégica das duas cidades à universidade deve ser entendida como foco potencial do que deverá ser o desenvolvimento de cada uma.

A sessão de apresentação decorreu no Hotel Golden Tulip, na manhã do dia 15 de Março. A escolha da localização da apresentação pública da Estafeta da Amizade não terá sido escolhida ao acaso, já que aquela unidade hoteleira fica localizada na linha da divisão administrativa de Braga e Guimarães.

O vereador Amadeu Portilha, do município vimaranense, lembrou ser frequente que Guimarães e Braga sejam muitas vezes descritas como rivais, devido ao futebol – “parece um paradoxo que o desporto afaste as pessoas através do futebol e, de repente, através do atletismo, procuramos uni-las novamente”, referiu. A vereadora Sameiro Araújo, de Braga, sublinhou a importância da vertente solidária, em detrimento da vertente competitiva.

Também presentes na sessão os presidentes dos dois municípios trocaram galhardetes. Domingos Bragança lançou o desafio a Ricardo Rio para que, juntos, trabalhem na construção de uma ligação pedonal e ciclável entre Guimarães e Braga.

O autarca bracarense, por sua vez, referiu que esta não é uma iniciativa avulsa, lembrando um encontro entre os dois no início dos seus mandatos. Nesse encontro os dois edis firmaram um compromisso de estabelecer pontes em diferentes domínios de actuação.