PUB
Esta quarta-feira há “Escritor no Concelho”, com Afonso Cruz
Quarta-feira, Abril 20, 2016

Começa este mês e decorre durante os próximos doze a série de conversas com personalidades ligadas à literatura, iniciativa que se integra no Húmus – Festival Literário de Guimarães.

Começa em Guimarães uma série de conversas com escritores, no âmbito do programa do Húmus – Festival Literário de Guimarães. Afonso Cruz será o primeiro nome ligado à literatura nacional, que estará na Biblioteca Raul Brandão, em Guimarães, a partir das 18 horas. Na conversa com Afonso Cruz estará Pedro Vieira, também escritor.

Desde 2008 que Afonso Cruz edita, tendo a bibliografia do escritor sido inaugurada com o livro A Carne de Deus — Aventuras de Conrado Fortes e Lola Benites, em 2008. Desde então tem sido premiado pela sua obra literária, destacando-se o Prémio da União Europeia de Literatura, em 2012, por A Boneca de Kokoschka.

Formado na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, além da escrita Afonso Cruz tem trabalhado na área da ilustração e da realização. É também músico, fazendo parte dos The Soaked Lamb.

Durante um ano, todos os meses, várias personalidades ligadas à literatura passarão por Guimarães, numa iniciativa mensal denominada Escritor no Concelho inserida no Húmus – Festival Literário de Guimarães.

Também a este propósito encontra-se patente na Biblioteca Raul Brandão, até 30 de Abril, a exposição Escritores, composta por 33 ilustrações retratando figuras da literatura portuguesa.

Artigos Relacionados

Esta Quarta-feira há Greve Geral
Terça-feira, Novembro 13, 2012

Numa altura de grave crise económica e financeira, o país prepara-se para nova Greve Geral. A segunda num espaço de dois meses.

A iniciativa, que foi convocada pelo Conselho Nacional da CGTP-IN, assume o mote “Contra a Exploração e o Empobrecimento; Mudar de Política – Por um Portugal com Futuro”.

Esta Greve realiza-se esta Quarta-feira, inserida numa jornada europeia de luta contra a austeridade e que inclui greves de 24 horas em Portugal e Espanha, de quatro horas em Itália e de três horas na Grécia, a par de manifestações e outras acções de protesto, num total de 20 países europeus.

Depois de juntar, em Setembro último, uma imensa multidão no Terreiro do Paço, em Lisboa, a CGTP-IN, tem vindo a público dar conta que, pelos contactos realizados pelas várias estruturas sindicais, há indicadores de uma forte adesão para a iniciativa de 14 de Novembro.

Artigos Relacionados