Escutar para ser (mais) feliz
Terça-feira, Setembro 7, 2004

A vida, qualquer que seja o caminho que tomarmos, implica uma forte dose de escuta. Sem escutar, a nossa vida pode tornar-se um caos. Quando escutamos só o que queremos ou só o que nos convém, com mais facilidade tomamos decisões erradas.

A primeira voz que devemos escutar é a voz do nosso Projecto, que contém o itinerário da nossa vida… e nos comunica os seus segredos, o lugar onde nos quer realizados. Abafar a voz do nosso Projecto significa arriscarmo-nos a caminhar sem rumo, ao acaso.

Aprendamos também a escutar-nos a nós mesmos. Escutemos essa voz interior que nunca se cala e constantemente nos orienta para a realização correcta. É no silêncio que se encontram as soluções para os problemas da vida. Se as nossas ocupações não nos deixam tem-po para fazermos silêncio, procuremos conseguir essa oportunidade.

Aprendamos a escutar-nos no silêncio, a escutar lentamente os segredos da vida. Dêmos valor, então, ao silêncio, porque é nele que podemos descobrir os nossos valores, as nossas capa-nós mesmos, não permitiremos que caiam no vazio tantas oportunidades que a vida nos oferece. Pensemos nas inúmeras energias que poderíamos desperdiçar, se deixássemos passar as oportunidades da vida, e recordemos aqueles que não sabem parar.

Aprendamos a escutar os nossos irmãos; eles têm sempre uma riqueza a partilhar connosco e, sobretudo, teremos a capacidade de possuir dados mais abundantes para podermos decidir. Se tivermos uma resposta para dar, falemos também com o coração, porque respondendo apenas com a razão correríamos o perigo de o fazermos com poder e autoritarismo.
 
DECÁLOGO DA ESCUTA
 
1. Procura ter uma total dis-posição interior para com o outro.
2. Despoja-te de todo o egoísmo.
3. Adivinha a presença sagrada do outro.
4. Sorri amavelmente ao teu interlocutor.
5. Procura estar sempre disponível.
6. Respeita os sentimentos, os afectos e as ideias do outro.
7. Escuta com o coração antes de responder.
8. Mantém sempre respeito pelas diferenças.
9. Escuta a voz de Deus (se és crente ou cristão).
10. Escuta-te a ti mesmo.
 
Quando uma relação fracassa, seja ela familiar, de amizade, ou entre namorados, é porque antes fracassou a capacidade de escutar. Porque escutar não significa ouvir para defender-se ou discutir, criticar, explorar, ferir, etc., já que escutar é uma arte: escutaremos com o coração sempre disponível e aberto, e responderemos também servindo-nos da razão, depois de havermos escutado com o coração. Isso é uma arte que havemos de procurar adquirir dia a dia.
Se sabemos escutar verdadeiramente, então estamos dispostos a construir pontes para chegar junto do próximo. Que maravilhoso projecto para este novo ano de trabalho: aprender e melhorar a arte de escutar, lançar pontes entre nós. E como nos sentiremos mais realizados, mais felizes!… Vamos a isso? Coragem e felicidades!