PUB
Escolas não estão autorizadas a fornecer dados da Greve
Sexta-feira, Novembro 30, 2007

Em diversos contactos efectuados com os Conselhos Executivos de Escolas de Guimarães, a informação prestada foi de que não estavam autorizados a fornecer dados relativos à adesão à greve de hoje.

A Direcção Regional de Educação do Norte fez chegar às escolas uma comunicação onde são dadas indicações aos Órgãos de Gestão para não fornecerem qualquer dado sobre a adesão à Greve da Função da Pública que decorre durante o dia de hoje.

Na mesma comunicação, são orientados a remeter esses dados directamente para o Gabinete de Imprensa do Ministério da Educação, entidade a quem deve ser pedida toda e qualquer informação respeitante ao assunto.

Em todo o caso, sabe-se que, no caso das Taipas, a Escola Secundária esta a funcionar sem quaisquer problemas. Apenas se terá registado uma falta ao serviço, por adesão à greve, durante o turno da manhã, num universo de 80 funcionários.

No caso da Escola EB 2,3, ao que conseguimos apurar, a situação é bem diferente. Apesar de fraca adesão à greve por parte dos professores, a escola está a funcionar com grandes dificuldades uma vez que, os números respeitantes ao pessoal auxiliar a aderir a esta greve são bastante elevados. O pavilhão gimnodesportivo, bar e cantina, encontram-se encerrados por falta de pessoal auxiliar. Com o encerramento da cantina, as turmas em horário de desdobramento (manhã/tarde) também estão sem aulas.

Relativamente ao Agrupamento Vertical de Escolas das Taipas, encontram-se encerradas duas escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico (S. Lourenço e S. Martinho de Sande) e quatro Jardins de Infância (S. Lourenço de Sande, Assento – Balazar, Charneca – Taipas e Longos).

No que respeita ao serviços da Câmara Municipal de Guimarães, a informação difundida pelo Gabinete de Comunicação da edilidade vimaranense é de que a taxa de adesão dos funcionários camarários à greve é de 18,34%.

Artigos Relacionados