PUB
Escola Básica das Taipas escolhe representantes distritais do Concurso Nacional de Leitura
Terça-feira, Janeiro 12, 2016

A escolha recairá sobre três dos dez alunos finalistas da primeira fase do Concurso Nacional de Leitura, que cumpre este ano dez anos de existência.

Decorre na próxima sexta-feira, 15 de Janeiro, a partir das 21 horas, uma sessão de leitura que corresponde ao final da primeira fase do Concurso Nacional de Leitura. A sessão, que será aberta ao público, decorrerá na biblioteca da Escola Básica das Taipas, serão seleccionados os três representantes da escola, que passarão à fase distrital do concurso.

Nesta fase estarão os dez alunos finalistas. A sessão será composta por uma prova de leitura expressiva e por uma questão de resposta oral, sobre uma das duas obras que estão a ser trabalhadas nesta fase do concurso. A par dos momentos de leitura a sessão terá interlúdios musicais, que estarão a cargo de um grupo de alunos e um professor da escola.

Esta é a décima edição consecutiva do Concurso Nacional de Leitura – uma iniciativa que envolve as escolas e que é promovida pela coordenação do Plano Nacional de Leitura, pela Rede de Bibliotecas Escolares, em parceria com a RTP, a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas e o Instituto Camões, que organiza o Concurso Internacional de Leitura.

O décimo Concurso Nacional de Leitura decorre desde o dia 20 de Outubro nas escolas participantes, tanto públicas como privadas, e dirige-se aos alunos do terceiro ciclo do ensino básico e do ensino secundário. O objectivo é estimular o treino da leitura e desenvolver competências de expressão escrita e oral.

A final nacional do concurso deverá decorrer no início de Julho de 2016. No distrito de Braga há 76 escolas inscritas, das quais 13 são do concelho de Guimarães. Além da Escola Básica das Taipas, participam a Escola Scundária das Taipas e a Escola Básica Arqueólogo Mário Cardoso, de Ponte.

Artigos Relacionados

Escola Básica das Taipas campeã Inter CLDE(s) Braga/Viana do castelo
Quinta-feira, Maio 29, 2014

A equipa de iniciadas de voleibol da Escola Básica das Taipas apurou-se para disputar o título regional da modalidade.

Depois de se ter sagrado campeã da CLDE de Braga, a equipa de Voleibol Iniciadas da Escola Básica Caldas das Taipas disputou o acesso ao Campeonato Regional da Zona Norte com a equipa campeã da CLDE de Viana do Castelo, a EB Abelheira, no dia 28 de maio.

As meninas das Taipas entraram bem no jogo, vencendo à vontade o 1º set por 25-12. No 2º set o equilíbrio entre equipas instalou-se e na fase final do set a equipa de Viana cometeu menos erros, acabando por vencer por 22-25. Reajustando-se na receção, dando resposta ao serviço forte das adversárias, a equipa taipense, representante do CLDE de Braga, voltou a mostrar-se superior levando o 3º set à melhor por 25-9. No 4º e último set a equipa de Viana voltou a equilibrar o encontro, no entanto a equipa das Taipas manteve-se concentrada e objetiva no jogo e acabou por se destacar na parte final do set, vencendo-o por 25-18, fixando assim o resultado final em 3-1.

Esta vitória coloca a Escola Básica de Caldas das Taipas na Fase Final Regional Norte (DSRN) no que respeita à modalidade de Voleibol. Destaca-se o fato desta equipa não ter perdido qualquer jogo dos 15 disputados desde o início deste campeonato.

O Campeonato Regional irá acontecer nos dias 6 e 7 de junho em S. João da Madeira e Arrifana, sob organização da CLDE Entre Douro e Vouga.

Artigos Relacionados

Escola Básica das Taipas recebe palestra sobre Esperanto
Terça-feira, Março 25, 2014

Na próxima 5ª feira, a Escola Básica das Taipas, recebe uma palestra sobre o Esperanto – uma língua criada a partir de elementos das línguas latinas, germânicas e eslavas.

A iniciativa é promovida pelo Rotary Club das Taipas e vai realizar-se a partir das 17 horas da próxima 5ª feira, na Escola Básica das Taipas, contando com a participação do palestrante Belmiro Martins, do Rotary Club de Vizela.

Segundo informação cedida por José Santos, representante da Liga Internacional de Professores de Esperanto (ILEI, em Portugal, 2007) à Universidade Católica Portuguesa, o Esperanto é uma língua criada pelo médico poliglota lituano Luís Lázaro Zamenhof, em 1887, a partir das línguas europeias mais faladas internacionalmente. A língua desenvolveu-se depois de modo natural, sendo hoje apoiada pela UNESCO.

Ainda segundo a mesma fonte, o Esperanto possui um sistema gramatical muito fácil, tendo sido planeado para servir de veículo de relação de amizade e cooperação entre os povos. O esperanto é uma língua completamente neutral, não servindo os propósitos exclusivos de qualquer grupo político, religioso ou outro. Não sendo de ninguém, é de toda a Humanidade. Trata-se de uma língua muito mais fácil de aprender que qualquer outra. Hoje existem milhares de livros escritos em esperanto, traduzidos e originais, onde se destacam obras conhecidas como “A Bíblia”, “O Corão”, “Hamlet”, “Tintim” e “Asterix”.

Para esta sessão estão convidados todos os interessados, nomeadamente os alunos do Clube de Jornalismo daquela escola. A palestra será seguida de um lanche.

Artigos Relacionados

Escola Básica poderá correr o risco de encerrar
Sábado, Julho 1, 2006

A Escola E. B. 1 da Cerca – Prazins (Sta. Eufémia), poderá correr o risco de encerrar no próximo ano lectivo. No seguimento desta informação questionamos a Presidente da Junta local, Elvira Fertuzinhos, sobre o assunto em questão. Elvira Fertuzinhos começou por referir, que a Escola Básica da Cerca tem cerca de 25 anos, é […]

A Escola E. B. 1 da Cerca – Prazins (Sta. Eufémia), poderá correr o risco de encerrar no próximo ano lectivo.

No seguimento desta informação questionamos a Presidente da Junta local, Elvira Fertuzinhos, sobre o assunto em questão.
Elvira Fertuzinhos começou por referir, que a Escola Básica da Cerca tem cerca de 25 anos, é uma escola que ao longo dos anos tem beneficiado de melhorias, mantendo-se sempre com a qualidade exigida para um bom funcionamento. “Tem um polivalente, amplo, arejado, com soalho sempre bem tratado, em suma com todas as condições. Tem uma biblioteca, bem apetrechada, com computador, inaugurada o ano passado. Dispõe ainda de Pré-escola publica com sala para 25 crianças e cantina com capacidade superior a 100 refeições diárias. Beneficia também dum parque infantil e duma área de lazer e recreio. Existem projectos para a referida escola, tais como retirar o parque de estacionamento dos professores de dentro da área circundante da escola, modificar a entrada da escola junto á estrada para que os pais dos alunos possam deixar os seus filhos em segurança, entrando por uma via, paralela à estrada principal, deixando os seus filhos e saindo por outro lado, com toda a segurança. Como se pode verificar é uma escola em movimento, não está estagnada. Assim sendo, nada nos leva a crer que tal aconteça mas, estaremos atentos”.

Ao que conseguimos apurar existirão interesses instalados no sentido de fazer deslocar diversos alunos da área de influência escolar de Prazins (Sta. Eufémia) para a nova escola (com 2 anos) da freguesia vizinha de Prazins (Sto. Tirso). Tal situação poderá fazer baixar o número de matrículas na Escola da Cerca e daí, os receios de que a escola possa vir a fechar, começam a instalar-se.

Judite Dias

Artigos Relacionados