PUB
Elisabete Matos e TNSC envolvem-se em polémica
Segunda-feira, Abril 13, 2009

A soprano recusou-se a participar numa audição pedida pela maestrina que iria dirigir a orquestra para a apresentação da ópera Salome de Richard Strauss no Teatro Nacional de São Carlos, que nunca terá chegado a enviar o contrato para Elisabete Matos assinar.

A cantora lírica taipense Elisabete Matos encontra-se envolvida numa polémica, que junta também o Teatro Nacional de São Carlos. Segundo noticia o semanário Expresso, Elisabete Matos terá sido indicada pela Direcção do teatro para a representação da personagem de Salome na ópera de Richard Strauss, sem que tenha existido a assinatura de um contrato. Resultado: não se efectivou a presença da soprano na apresentação da referida ópera

Elisabete Matos confirma que terá sido convidada em 2008 para participar na ópera, no entanto, refere que tal participação nunca chegou a ser formalizada já que, “a vinte dias do início dos ensaios ainda não me tinha sido enviado um contrato para assinar” – refere ao Expresso.

Na origem deste diferendo terá estado o facto de Elisabete Matos se ter recusado a participar numa espécie de audição pedida pela maestrina Julia Jones, que não conhecia a cantora. A indignação da cantora taipense justifica-se pelo facto de ter sido tratada como uma principiante: “para ser titular de uma orquestra, devia ter-se informado sobre quem são os músicos portugueses, que não podem ser tratados como principiantes” – refere ainda àquele semanário.

As apresentações de Salome decorrem no Teatro Nacional de São Carlos, em Lisboa até ao final deste mês. A personagem de Salome está a ser interpretada pela norte-americana Nancy Gustafson.

Leia a notícia no site do Expresso

Texto: Paulo Dumas

Artigos Relacionados