PUB
Eixo Atlântico defende cooperação transfronteiriça de segunda geração
Quinta-feira, Janeiro 29, 2009

Realiza-se em Guimarães, durante os dias 3 e 4 de Fevereiro uma conferência organizada pelo Eixo Atlântico – organização que promove a cooperações entre as regiões do Norte português e a Galiza espanhola. Mafalda Arnauth abrilhantará o programa do encontro.

O Eixo Atlântico, estrutura regional que agrega 34 municípios no Norte de Portugal e da Galiza, organiza durante a próxima semana uma conferência acerca do tema da necessidade de criação de novas estruturas e novas figuras jurídicas, no sentido de facilitar a cooperação transfronteiriça, em particular, entre os dois países ibéricos.

O encontro deverá contar com uma representação da Comissão Europeia. Espera-se que as suas conclusões sejam um contributo para a política europeia de desenvolvimento para o período entre 2013 até 2020, que se encontra já a ser definida, assim como o respectivo plano de investimentos.

O secretário-geral do Eixo Atlântico referiu ao semanário Expresso sobre a necessidade de se criarem novas formas de cooperação transfronteiriça em área fundamentais como a saúde, a rede de transportes e o ensino. Xoán Mão lamenta que estes processos, que acreditaria facilitariam a vida dos cidadãos das duas regiões, só não avançam devido à excessiva carga burocrática no funcionamento das instituições administrativas e defende um tipo de “cooperação de segunda geração”.

Este será de resto o tema central da conferência de Guimarães que se realizará no Centro Cultural Vila Flor. A este propósito, o Eixo Atlântico promove um espectáculo um com o grupo Milladoiro com a participação da fadista Mafalda Arnauth.

Texto: Paulo Dumas

Artigos Relacionados